Skip to main content

Guia de Google Ads 2023: O Que É, Benefícios e Como Utilizar

By February 16, 2023November 10th, 2023No Comments
Google Ads: imagem de um homem branco de óculos e camisa social azul clara sentado digitando em um notebook cinza sob uma mesa de madeira

O Google Ads é uma das formas mais inteligentes de expandir um negócio pela internet. A plataforma de anúncios é responsável por mais de 97% da receita do Google.

Sua importância aumenta ainda mais quando observamos o market share: as buscas no Google representam mais de 92% entre os buscadores no mundo todo.

Fonte: StatCounter Global Stats – Search Engine Market Share

Com tamanha relevância, anunciar na plataforma tornou-se uma excelente oportunidade para todos os tipos de negócios crescerem. Confira o conteúdo completo!

Navegação Rápida

O Que É Google Ads?

Principais Benefícios de Anunciar no Google Ads

Como Funciona Ads no Google?

Quanto Custa para Investir no Google Ads?

Qual é a Estrutura do Google Ads?

Como Criar uma Conta no Google Ads?

Como Fazer Google Ads e Tipo de Campanhas

Como Anunciar no Google Ads?

Otimizações para Anúncios Google Ads e Meta Ads

Erros de Iniciantes para Evitar no Google Ads

banner publicitário divulgando o serviço de Gestão de Mídia Paga com IA da Pareto

O Que É Google Ads?

O Google Ads é uma plataforma de publicidade on-line criada pelo Google, antigamente conhecida como Google Adwords, que permite criar anúncios para serem exibidos em várias propriedades do Google.

Entre essas propriedades estão anúncios da Rede de Pesquisa, anúncios na Rede de Display, anúncios em vídeos do YouTube e anúncios de aplicativos e sites de parceiros.

Com o Google Ads você pode criar anúncios em poucos minutos, escolher o quanto deseja investir por dia, direcionar o público do anúncio para uma região e, ainda, gerenciar tudo isso em tempo real.

Negócios de qualquer tipo e tamanho podem investir em anúncios do Google. Empreendedores, indústrias, lojas, consultorias entre outros tipos de empresas investem diariamente em anúncios, desde 10 reais até milhares de reais por dia.

A História do Google Ads e do Google Adwords

O Google Ads, anteriormente conhecido como Google AdWords, surgiu com a ideia original de permitir que empresas e anunciantes promovessem seus produtos e serviços no motor de busca do Google.

No início, o Google AdWords era relativamente simples. Os anunciantes criavam anúncios de texto e escolhiam as palavras-chave que ativariam seus anúncios.

O Custo Por Clique (CPC) era determinado em um sistema de leilão em tempo real, onde os anunciantes competiam para exibir seus anúncios acima dos resultados de busca orgânica.

Com o tempo, o Google AdWords tornou-se mais sofisticado, adicionando recursos como anúncios gráficos, remarketing e segmentação geográfica.

Em 2018, o Google AdWords foi renomeado para Google Ads, e a plataforma se expandiu ainda mais para incluir publicidade em aplicativos móveis, no YouTube e em outras plataformas de mídia social.

Atualmente, o Google Ads é uma das maiores plataformas de publicidade online do mundo, com milhões de anunciantes que gastam bilhões de dólares por ano em publicidade na plataforma.

Principais Benefícios de Anunciar no Google Ads

Um anúncio eficaz deve alcançar o público certo no momento certo. É por isso que o Google Ads é uma excelente opção para aqueles que desejam promover seus negócios. Confira as principais vantagens de anunciar na plataforma!

1. Obter Resultados Imediatos

A rapidez dos resultados é uma das grandes vantagens de anunciar no Google Ads. Isso porque assim que um anúncio é ativado, ele começa a aparecer para as pessoas que pesquisam por palavras-chave relacionadas ao produto ou serviço.

Com um anúncio relevante, atraente e direcionado para o público certo, é provável que você já perceba o volume de cliques no anúncio e tráfego no seu site aumentar imediatamente.

Além disso, o Google Ads oferece ferramentas de análise em tempo real que permitem aos anunciantes monitorar o desempenho de seus anúncios e fazer ajustes conforme necessário.

Isso significa que você pode identificar rapidamente quais anúncios estão funcionando bem e quais precisam de melhorias para ajustar as suas campanhas em tempo real para maximizar o retorno do investimento.

2. Controle do Orçamento

No Google Ads você define um orçamento diário para as suas campanhas e pode distribuir o seu investimento da forma que preferir. Isso significa que você pode decidir exatamente quanto dinheiro quer gastar a cada dia e não precisam se preocupar em gastar mais do que pode pagar.

Se você definir um orçamento diário de R$ 50 para sua campanha de pesquisa, mas perceber que ela está funcionando bem, pode optar por aumentar seu orçamento diário para R$ 100 por dia.

Por outro lado, se a sua campanha não estiver funcionando tão bem quanto o esperado, você pode diminuir o orçamento diário para R$ 25, e direcionar os outros R$ 25 para outra campanha com melhor desempenho.

Além disso, a plataforma oferece opções de lances flexíveis que permitem ajustar os lances de palavras-chave em tempo real para maximizar o ROI (Retorno sobre Investimento), outra forma de ajuste de orçamento em tempo real é com base no desempenho dos anúncios e nos objetivos de campanha.

3. Poder de Segmentação do Público

O Google Ads tem várias opções de segmentação para direcionar os seus anúncios para o público certo, aumentando as chances de conversão e reduzindo o desperdício de investimento, permitindo inclusive ajustar a segmentação – durante a campanha – conforme necessário para maximizar o ROI.

Confira abaixo as segmentações disponíveis:

  • Segmentação por palavras-chave: os anúncios são exibidos para pessoas que pesquisaram por palavras-chave específicas no Google;
  • Segmentação por localização geográfica: os anúncios são exibidos apenas para pessoas que estão em uma determinada região geográfica;
  • Segmentação por dispositivo: os anúncios são exibidos apenas em dispositivos específicos, como computadores, smartphones ou tablets;
  • Segmentação por interesse: os anúncios são exibidos para pessoas com base em seus interesses e comportamentos online;
  • Segmentação demográfica: os anúncios são exibidos para pessoas com base em suas características demográficas, como idade, gênero e estado civil;
  • Segmentação por listas de remarketing: os anúncios são exibidos para pessoas que já visitaram o site do anunciante ou interagiram com seus anúncios anteriores.

Um exemplo de segmentação de público-alvo no Google Ads seria a segmentação por interesses. Com essa opção, os anunciantes podem direcionar seus anúncios para pessoas com base em seus interesses e comportamentos online.

Uma empresa que vende artigos esportivos, por exemplo, pode segmentar seus anúncios para pessoas que demonstraram interesse em esportes, visitaram sites relacionados a esportes ou pesquisaram por termos relacionados a esportes no Google.

Essa abordagem segmentada permite atingir os consumidores certos no momento certo, aumentando as chances de que eles realizem uma ação desejada, como fazer uma compra, preencher um formulário ou entrar em contato com a empresa.

4. Avaliação do ROI

O Google Ads oferece uma variedade de métricas de acompanhamento de conversões que permitem saber exatamente quantas conversões você está gerando com seus anúncios: contagem de cliques, visualizações de página, chamadas telefônicas, envios de formulários etc.

Com essas informações, você consegue avaliar com precisão o Retorno sobre Investimento (ROI)  de suas campanhas e identificar quais palavras-chave e anúncios estão gerando o maior retorno, podendo fazer ajustes em tempo real para melhorar o seu desempenho.

Por exemplo, se você perceber que uma palavra-chave específica está gerando um baixo ROI, pode optar por reduzir o lance ou interromper a exibição de anúncios para essa palavra-chave.

Confira alguns dados valiosos que o Google Ads disponibiliza para seu acompanhamento:

  • CTR (Taxa de Cliques) dos seus anúncios;
  • CPC (Custo Por Clique) médio das suas palavras-chave;
  • Número de Conversões dos anúncios, grupos de anúncios ou campanhas;
  • Custo por Conversão;
  • Quantidade de Impressões, etc.

Sugerimos analisar esses dados em conjunto com as informações do Google Analytics, desta forma você conseguirá entender melhor os hábitos de compra dos seus potenciais clientes.

Você poderá descobrir, por exemplo, por quanto tempo eles pesquisam pelo seu produto antes da compra, qual página do site estão visitando, em qual página estão abandonando o processo de compra etc.

5. Custo

O Google Ads utiliza um sistema de leilão para determinar o preço dos cliques em cada palavra-chave, isso significa que você pode escolher palavras-chave com baixa concorrência e pagar menos pelos cliques em seus anúncios.

Essa opção permite que pequenas empresas com orçamentos limitados possam competir com empresas maiores e estabelecidas!

Outra vantagem do Google Ads é a possibilidade de escolher o tipo de lance, permitindo que você escolha o modelo de pagamento que melhor se adapta às suas necessidades.

Os modelos de pagamento mais populares são o Custo Por Clique (CPC)Custo Por Ação (CPA). No modelo de CPC, você paga por cada clique em seu anúncio, enquanto no modelo de CPA, você paga somente quando um usuário realiza uma ação específica, como uma compra.

banner publicitário divulgando um e-book gratuito sobre otimização de campanhas no Google Ads e Meta Ads

Google Ads: Como Funciona?

O funcionamento do Google Ads é simples, você escolhe quais palavras-chave e frases são relevantes para os seus produtos e serviços, ou seja, você escolhe para quais keywords você quer que o seu anúncio apareça.

A cada pesquisa feita sobre esses termos ou semelhantes, o Google vai mostrar o seu site entre as primeiras posições, junto com outros sites relevantes ou que também estejam anunciando.

Mas, apesar da plataforma funcionar em um sistema de leilão, não quer dizer necessariamente que quem pagar mais aparece na frente. Nem sempre quem realiza a maior oferta é quem leva o primeiro lugar.

É aí que entra o Ad Rank ou “Classificação do Anúncio” em português, uma fórmula usada pelo Google Ads para determinar a posição dos anúncios em suas páginas de resultados de pesquisa.

Como o Ad Rank é composto?

A fórmula da Ad Rank é composta por três principais componentes que são:

  1. Lance máximo de CPC: o valor máximo que um anunciante está disposto a pagar por clique em seu anúncio. Quanto maior o lance máximo de CPC, maior será a chance de o anúncio ser exibido em uma posição privilegiada nos resultados de pesquisa;
  2. Índice de qualidade: medida da relevância e qualidade do anúncio, da página de destino e das palavras-chave usadas na campanha. Quanto maior o índice de qualidade, maior a chance de o anúncio ser exibido em uma posição privilegiada nos resultados de pesquisa;
  3. Taxa de cliques esperada: estimativa de quantos usuários provavelmente clicarão no anúncio. O Google usa essa informação para determinar a relevância e qualidade do anúncio. Anúncios com uma taxa de cliques esperada mais alta terão uma classificação de anúncio mais alta.

Como Funciona o Índice de Qualidade do Google Ads?

O índice de qualidade é uma das principais métricas da palavra-chave. Quanto maior o índice de qualidade, mais barato você está pagando em relação aos seus concorrentes. Ele vai de 1 a 10 e é atribuído pelo próprio Google Ads baseado em dados históricos da palavra.

Os componentes do Índice de qualidade são:

  • Taxa de Clique (CTR);
  • Relevância do anúncio;
  • Experiência na Landing Page ou página de destino.

Taxa de Clique (CTR)

O índice de CTR Esperado indica o quanto o CTR dos seus anúncios estão acima ou abaixo do esperado pelo Google Ads. Para o cálculo do esperado, leva-se em consideração a posição do anúncio, extensões exibidas, anúncios de concorrentes para a mesma busca, entre outros elementos.

Dicas para Aumentar o CTR Esperado:

  1. Negativar termos de busca irrelevantes – ou com baixo CTR;
  2. Usar palavras-chave mais específicas para que os anúncios sejam ativados para as pessoas certas;
  3. Usar mais e melhores extensões de anúncios e melhorar o Copywriting do anúncio.

Relevância do Anúncio

O índice de relevância do anúncio indica o quanto o Google Ads identifica seus anúncios relevantes para o usuário. Dicas para Aumentar a Relevância do Anúncio:

  1. Verificar e pausar possíveis palavras-chave que não estejam de acordo com o anúncio que está ativando;
  2. Melhorar a qualidade do copywriting do anúncio;
  3. Usar parte ou todo o texto da palavra-chave no próprio texto do anúncio, preferencialmente no início da Headline 1.

Experiência da Página de Destino

O índice de experiência da página de destino indica o quanto o Google estima que sua página é relevante para o usuário em função dos termos pesquisados. Dicas para Melhorar a Experiência da Página de Destino:

  1. Páginas mais organizadas e otimizadas para SEO;
  2. Páginas com conteúdos em texto ligados diretamente às palavras chave e aos termos buscados, preferencialmente em destaque como nos títulos;
  3. Sites de carregamento rápido e responsivos, principalmente para usuários de dispositivos móveis.

Com pequenas otimizações, você pode aumentar o índice de qualidade das suas palavras-chave. Aumentando a pontuação, você pode pagar até 5 vezes menos enquanto aumenta seus cliques, conversões, ROAS e receita.

Como Visualizar o Índice de Qualidade no Google Ads?

Para visualizar o Índice de Qualidade (IQ) de suas palavras-chave no Google Ads, clique na guia “Palavras-chave”. Nesta página, você verá uma lista das suas palavras-chave e suas respectivas informações, incluindo o Índice de Qualidade.

Se você não visualizar a coluna do Índice de Qualidade, clique no botão “Colunas” no canto superior direito da página, selecione a opção “Modificar colunas”. Na seção “Atributos”, encontre “Índice de qualidade” e marque a caixa de seleção ao lado dele.

Depois é só clicar em “Aplicar” para adicionar a coluna do IQ à sua tabela de palavras-chave.

Ao visualizar o Índice de Qualidade, você terá uma classificação de 1 a 10 para cada palavra-chave. Isso lhe dará uma ideia de como suas palavras-chave estão desempenhando em termos de relevância e qualidade de suas páginas de destino e anúncios.

Quanto Custa para Investir no Google Ads?

Essa parte deveria estar entre as vantagens. O Google Ads permite começar com os investimentos aos poucos. Você pode investir um mínimo de 40 reais se preferir pagar no boleto, ou a quantidade que quiser se usar cartão de crédito.

Mas, acabei não respondendo o que você deve querer saber, “quanto custa para fazer a minha primeira campanha no Ads?”

Vamos supor que você tem uma academia em Santo André – SP e queira anunciar para a palavra-chave “academias em Santo André”, somente para a região da própria cidade.

Além disso, você quer ter em torno de 20 cliques por dia, durante o mês todo. Como o clique para “academias em Santo André” está em torno de R$ 0,80, o investimento total seria 480 reais/mês.

20 (cliques/dia) x 0,80 (real/clique) x 30 (dias/mês) = 480 reais/mês

Agora, imagine que esses acessos resultem em uns 6 novos clientes para a academia, até o final do mês.

Apesar de ser uma estimativa, podendo variar conforme diversos fatores, provavelmente esse anúncio traria um ótimo retorno, se estes clientes continuarem por mais de um mês!

Esse é apenas um exemplo de como uma campanha bem simples poderia funcionar. Mas é claro que isso pode variar – e muito – de acordo com cada mercado e tipo de negócio.

Como o Google Calcula o Valor do CPC?

O Google calcula o valor do Custo por Clique (CPC) com base no lance máximo definido pelo anunciante para um determinado anúncio e palavra-chave, bem como na qualidade do anúncio e da página de destino.

Quando um usuário realiza uma pesquisa no Google e os anúncios correspondentes são exibidos, o Google realiza um leilão entre os anunciantes que desejam exibir seus anúncios. 

O anúncio com o maior lance e melhor qualidade geralmente é exibido em primeiro lugar, seguido pelos outros anúncios em ordem decrescente de relevância e qualidade.

O anunciante paga o valor do CPC somente quando o usuário clica no anúncio. O valor real do CPC pago pelo anunciante pode ser menor do que o valor do lance máximo definido, dependendo da concorrência e do valor dos lances de outros anunciantes no leilão.

Por exemplo, ele pode mostrar seu site para 2.000 pessoas que fizeram uma busca pelos seus termos, mas se apenas 50 pessoas clicaram no seu site, então ele vai cobrar apenas por essas 50 visitas.

Como Medir a sua Competitividade no Leilão do Google Ads?

Medir a competitividade no leilão do Google Ads é uma etapa crucial para garantir que seus anúncios estejam atingindo o público-alvo de maneira eficaz.

Existem várias maneiras de avaliar sua competitividade no leilão, incluindo o uso de métricas como o Índice de Qualidade (IQ), o lance de  Custo por Clique (CPC) e a Taxa de Cliques (CTR).

Veja dicas de especialista para medir a sua competitividade no leilão de forma eficiente!

Qual é a Estrutura do Google Ads?

Uma conta bem organizada é fundamental para que a sua campanha alcance os objetivos desejados e o público certo. Por isso, é importante que você conheça a estrutura da plataforma.

O Google Ads é dividido em camadas, seguindo uma ordem: Conta > Campanhas > Grupos de Anúncios> Anúncios.

google ads: imagem de uma tabela indicando onde se localiza cada etapa da estrutura de conta

Nível da Conta

É no nível da Conta que você fará o cadastro do seu login e e-mail de acesso, recebendo um código único chamado ID da conta.

Este ID é a identidade da sua conta. Portanto, esse é o nível mais elevado, englobando tudo que envolve o processo de marketing através do Google Ads.

Nível da Campanha

A segunda camada é a das Campanhas, as quais podem ser de diferentes tipos: Rede de Pesquisa, Rede de Display, Shopping, Vídeo ou para Aplicativos. 

Cada uma das campanhas criadas terá seu próprio orçamento, segmentação de público-alvo e de local, dentre outras características.

Nível de Grupos de Anúncios

Neste nível, você cria um grupo de anúncios que contém um ou mais anúncios direcionados por um conjunto de palavras-chave.

É uma boa prática basear os grupos de anúncios nas seções ou categorias do site que está sendo anunciado. Neste processo, também é válido inserir palavras-chave negativas.

Já que existem alguns termos que os usuários buscam e que não têm relação com o seu negócio. Dessa forma, seu CPC tem a tendência de reduzir.

Você não vai querer que seu anúncio apareça para alguém que pesquisou algo que não é oferecido pela sua empresa, não é?

Nível de Anúncios

Por fim, chegou o tão esperado momento de criar os seus Anúncios e divulgar a sua empresa!

Os anúncios estão na última camada da estrutura do Google Ads. É nessa etapa que você vai escolher os títulos e a descrição que aparecerão em cada um desses anúncios.

Assim como deverá definir o CPC máximo para eles e a URL de destino, ou seja, a página que vai abrir quando alguém clicar no seu anúncio.

Como Criar uma Conta no Google Ads?

Se você deseja anunciar no Google e ainda não criou sua conta, o processo é bem simples! Confira nosso tutorial a seguir e fique pronto para iniciar suas campanhas.

  1. Acesse a página inicial do Google Ads: https://ads.google.com/intl/pt-BR_br/home/
  2. Clique em “Começar agora”.
  3. Insira um endereço de e-mail e o nome de sua empresa. Em seguida, clique em “Avançar”.
  4. Insira as informações de sua conta, incluindo o país em que sua empresa está localizada e a moeda que deseja usar em suas campanhas. Clique em “Enviar”.
  5. Na próxima tela, preencha as informações de pagamento para sua conta. Escolha o método de pagamento que você prefere e forneça as informações necessárias.
  6. Finalmente, crie sua primeira campanha no Google Ads. Você precisará definir um orçamento, escolher palavras-chave e criar seu primeiro anúncio.

Lembre-se que criar uma campanha de sucesso no Google Ads requer planejamento e estratégia. Tenha objetivos claros, escolha palavras-chave relevantes e crie anúncios atraentes para o público-alvo.

banner publicitário divulgando um e-book gratuito sobre automação de marketing

Como Fazer Google Ads e Tipo de Campanhas

Para aproveitar ao máximo todos os recursos disponíveis na plataforma, é essencial compreender o seu funcionamento e o que ela pode oferecer. O Google Ads, por ser simples, funcional e intuitivo, mas para isso você precisa compreender os tipos de campanha e seus benefícios!

Rede de Pesquisa

google ads: imagem de um celular com um anúncio na tela no formato de rede de pesquisaEsta é uma das campanhas mais utilizadas, sendo aplicável a todos os tipos de empresas. É uma das primeiras ideias de anúncio que nos vem à mente quando se pensa em anunciar no Google.

Nas campanhas de Rede de Pesquisa, os anúncios são exibidos na pesquisa feita através do buscador do Google. Estes anúncios aparecerão de acordo com o termo de busca pesquisado pelo usuário.

Veja, a seguir, um exemplo de anúncio de Rede de Pesquisa quando se busca por “Pareto” no Google. Note que aparece um rótulo indicando que se trata de um link patrocinado.

Além de aparecer nos resultados de pesquisa do Google, é possível aparecer em sites parceiros do Google, quando suas palavras-chave são relevantes para a busca do usuário e o site está relacionado com elas.

Essa habilitação da Rede de Parceiros do Google é opcional.

Rede de Display

google ads: imagem de um celular com um anúncio na tela no formato de displayNesse tipo de campanha, os anúncios serão imagens (anúncios de Display gráficos ou responsivos) que serão exibidas em sites parceiros do Google.

Os anúncios aparecem enquanto as pessoas navegam por esses sites, assistem a vídeos do YouTube ou usam apps em dispositivos móveis.

A Rede de Display do Google permite que sua ação de marketing seja mais proativa, uma vez que não depende da busca do usuário sobre seus produtos ou serviços.

Porém, por esse mesmo motivo, é esperado que os usuários impactados não estejam em um momento menos propício à conversão.

Por isso, é importante ter em mente quais os objetivos de sua empresa com a Rede de Display. É um tipo de campanha bastante utilizado para etapas mais Topo de Funil, ou então, para re-impactar os usuários de remarketing.

Sabe aquele banner que fica te perseguindo depois de visitar o site de uma empresa e ver um produto? Então, isso é possível através do remarketing da Rede de Display!

Para aprofundar o seu conhecimento, leia também o nosso artigo sobre Fraudes nas Campanhas de Display no Google Ads: Como Resolver?

Discovery

google ads: imagem de um celular com um anúncio na tela no formato de displayAs campanhas de Discovery, assim como a Rede de Display, permitem que o anunciante exiba anúncios em banners para clientes potenciais segmentados em seu grupo de anúncio. Porém, a diferença entre elas consiste nos canais em que são exibidos.

Enquanto a Rede de Display possui milhões de sites, o Discovery permite a divulgação de anúncios concentrada no YouTube e no Gmail. Ou seja, temos uma rede bem mais “enxuta” para exibição.

Sendo possível atrair clientes em potencial enquanto eles realizam pesquisas relacionadas à sua segmentação nos Serviços do Google.

É um tipo de campanha bastante indicada para promover o reconhecimento e fortalecer a identidade da marca, uma vez que está segmentada para canais bastante acessados e relevantes.

YouTube Ads

google ads: imagem de um celular com um anúncio na tela no formato de videoCom as campanhas de vídeo, seus anúncios em vídeos serão exibidos no YouTube ou em sites parceiros, antes, durante ou depois da exibição do vídeo que o usuário está assistindo.

Para a campanha funcionar é preciso que o vídeo a ser usado como anúncio esteja publicado no seu canal do YouTube.

Esses anúncios são relevantes para fortalecer a identidade da marca. São um tipo de publicidade mais indicada para de topo de funil, embora também possam ser utilizadas para foco em vendas.

Para o foco em conversão, o Google Ads disponibiliza algumas estratégias de lance mais indicadas, como: Maximizar Conversões ou CPA Desejado.

Na criação de anúncios com esse objetivo, existe o Trueview for Action (para levar à ação no website) e o Trueview for Shopping (para divulgar produtos do feed), os quais direcionam o usuário para a conversão em seu site.

Google Shopping

google ads: imagem de um celular com um anúncio na tela no formato de shoppingSe você possui um e-commerce, este tipo de campanha foi feito para sua empresa! 

Com ela, os anúncios dos seus produtos vão aparecer nos resultados de “Shopping” do Google, ou na parte lateral da página de resultados de pesquisa do Google com a imagem do produto, o nome e o preço.

Para que esse uma campanha de Shopping seja criada, é necessário ter uma conta do Google Merchant Center. Esta conta deverá ser vinculada à conta de Google Ads (por onde será criada a campanha). 

Lá no Merchant Center, você irá cadastrar o feed de produtos de sua plataforma de e-commerce. 

Assim, todos os produtos disponíveis para venda, bem como as informações relevantes como preço, título, descrição, imagem, url de destino, disponibilidade irão aparecer por lá.

Em geral, esse cadastro é feito através do link XML que contém todos os seus produtos e as informações sobre eles, incluindo o preço.

Outra opção possível é o cadastro via API de sua plataforma de e-commerce (a VTex, por exemplo, disponibiliza esse tipo de integração direta).

Nesse tipo de campanha não são adicionadas palavras-chave. Então, é através do feed de produtos (o título e descrição deles) que o Google exibirá seu anúncio quando relevante com a pesquisa feita.

Assim, será possível criar campanhas de Google Shopping para divulgá-los através do Google Ads. Aumentando o alcance de seus produtos e possibilitando gerar mais conversões.

Aplicativos Móveis

google ads: imagem de um celular com um anúncio na tela no formato de aplicativos móveisSe sua empresa possui um aplicativo, é importante disponibilizá-los para mais usuários pagantes. Mas como alcançar essas pessoas?

As campanhas para apps simplificam o processo de divulgação, facilitando a promoção dos seus aplicativos nas maiores propriedades do Google, incluindo a Pesquisa, o Google Play, o YouTube, o Discovery e a Rede de Display. 

Não é necessário adicionar muitas informações para criar o anúncio, uma vez que o Google utilizará seus materiais e ideias de texto do anúncio, incluindo os recursos da página “Detalhes do app” para criar diversos anúncios em vários formatos e redes.

Então, é preciso fornecer algumas linhas de texto, um lance para download de app e um orçamento inicial, além de indicar os idiomas e local de segmentação da campanha.

Campanha Performance Max

google ads: imagem de um celular com um anúncio na tela no formato de performance maxA campanha Performance Max, ou Maior Desempenho, reúne todos os canais de publicidade do Google: Pesquisa, Display, Discovery, Maps, Gmail e YouTube. 

Na PMax você define uma meta de conversão, fornece todas as informações (textos, imagens e vídeos) e o Google utiliza o máximo da inteligência em Machine Learning para aumentar a sua presença online.

Esse novo tipo de campanha foi anunciado em 2020 e após um ano de testes finalmente foi lançado para todos os usuários, em novembro de 2021. Desde então, os resultados divulgados pelo Google têm sido surpreendentes.

Remarketing

Imagine que você acessou um e-commerce e gostou muito de um sapato. No entanto, naquele momento você acabou não comprando por algum motivo.

Remarketing é justamente aquela publicidade que faz este produto “te acompanhar” em diversos outros sites da rede de parceiros do Google.

Isso aumenta diretamente o volume de vendas do seu e-commerce, uma vez que o específico produto de interesse é mostrado ao consumidor para que ele possa voltar nele e finalmente comprá-lo.

Conheça os tipos de remarketing do Google Ads:

👉 Remarketing Estático ou Padrão: usado na Rede de Display, com um banner que o usuário desejar. Basta submeter o banner à aprovação do Google e, com sorte, tudo ok para começar.

👉 Remarketing Dinâmico: seu objetivo é fazer com que o usuário que demonstrou interesse nos seus produtos tenha a possibilidade de revê-los em outros sites parceiros do Google – a rede de Display.

👉 Remarketing para Dispositivos Móveis: apresenta anúncios a pessoas que já utilizaram seu aplicativo ou site mobile (para dispositivos móveis) enquanto navegam em outros aplicativos ou visitam outros sites.

👉 Remarketing em Vídeo: aqueles que interagiram com seus vídeos ou canal do YouTube podem ser impactados novamente, enquanto navegam no YouTube e em outros vídeos, sites e aplicativos da Rede de Display.

A plataforma também oferece a opção de anunciar uma sequência específica de vídeos, permitindo a construção de um funil de vendas para seu produto.

Para saber mais sobre o tema, leia nosso artigo sobre os Tipos de Campanhas do Google Ads.

Como Anunciar no Google Ads?

Acompanhe o passo a passo para entender as principais considerações ao configurar uma campanha bem-sucedida do Google Ads.

Defina o Seu Objetivo

Cada objetivo de campanha no Google Ads tem uma finalidade específica, como aumentar o tráfego no site, gerar leads, promover vendas, aumentar o reconhecimento da marca ou incentivar o engajamento com o público.

Ao definir um objetivo claro, você direciona as suas ações de forma mais eficiente. Por exemplo, se seu objetivo é aumentar as vendas, uma campanha com foco em conversões será mais adequada, permitindo otimizar a segmentação, o copy para incentivar os usuários a realizarem uma compra.

Além disso, a escolha do objetivo de campanha impacta diretamente na escolha das métricas e KPIs que você irá monitorar. Cada objetivo tem métricas específicas que indicam o sucesso da campanha.

Por exemplo, se seu objetivo é aumentar o reconhecimento da marca, métricas como alcance, impressões e taxa de cliques podem ser relevantes. Já se o objetivo é gerar leads, métricas como taxa de conversão e custo por lead são mais relevantes.

A definição correta do objetivo de campanha também permite aproveitar os recursos específicos do Google Ads para alcançar esse objetivo. Por exemplo, se você quer focar no engajamento, é recomendável explorar os formatos de anúncios interativos para alcançar esse propósito.

Calcule o Orçamento do Google Ads

O orçamento define a quantidade de recursos financeiros que você está disposto a investir na plataforma, e essa alocação adequada de recursos é essencial para maximizar o Retorno sobre o Investimento (ROI) e alcançar seus objetivos de marketing.

Com um orçamento bem planejado, você pode controlar seus gastos, evitar desperdícios e direcionar os investimentos para as ações mais estratégicas e lucrativas.

Ao calcular o orçamento, é essencial levar em consideração diversos fatores, como a definição do modelo de cobrança. É crucial considerar o Custo por Clique (CPC) ou o Custo por Mil Impressões (CPM) estimados para os anúncios.

Essas métricas ajudam a entender quanto você pode esperar gastar para atingir um determinado número de cliques ou impressões. Dessa forma, você pode calcular o orçamento necessário para alcançar seus objetivos, mantendo-se dentro de limites financeiros razoáveis.

Por isso, a importância de definir um orçamento diário médio para controlar quanto gasta com seus lances de anúncios. Mas não se preocupe, a definição do orçamento poderá ser alterada a qualquer momento.

Mas caso você tenha dificuldade em lidar com orçamentos de campanhas, veja neste artigo como Facilitar a Gestão de Orçamentos de Google Ads e Meta Ads com IA.

Use o Planejador de Palavras-chave do Google

O Planejador de Palavras-chave do Google é extremamente importante para otimizar suas campanhas e alcançar o público-alvo. Essa ferramenta permite realizar pesquisas e obter insights valiosos sobre as palavras-chave relevantes para o seu negócio.

A importância do Planejador de Palavras-chave está relacionada a alguns pontos-chave:

  • Identificar Palavras-chave Relevantes: ao inserir termos relacionados ao seu negócio, a ferramenta fornece uma lista de palavras-chave relacionadas e seus respectivos volumes de busca para que você identifique as mais relevantes;
  • Pesquisar Tendências e Volume de Busca: a ferramenta mostra tendências de busca ao longo do tempo, permitindo identificar períodos sazonais ou momentos em que determinados termos são mais populares;
  • Estimar Custos e Desempenho: a ferramenta oferece estimativas de custos e desempenho para as palavras-chave selecionadas com insights valiosos sobre o orçamento necessário para alcançar determinadas posições, previsões de cliques, impressões e taxas de conversão;
  • Refinar a Segmentação: você consegue segmentar palavras-chave por localização geográfica, idioma, dispositivo e outros critérios. Dessa forma, podendo direcionar suas campanhas para o público certo, aumentando a relevância dos anúncios.

Banner com a frase Gerencie seus Anúncios com I.A.

Monitore a Concorrência com o Google Ads

O Google Ads permite visualizar os anúncios de seus concorrentes nos resultados de pesquisa. Ao monitorar as campanhas deles, você pode identificar as estratégias que estão utilizando, como palavras-chave, mensagens e ofertas para obter um entendimento mais profundo do mercado.

Você também pode comparar o desempenho de suas próprias campanhas com as dos concorrentes. Isso inclui métricas como taxa de cliques (CTR), posição média do anúncio, taxa de conversão e custo por conversão para avaliar identificar oportunidades de melhoria.

Observar os anúncios e estratégias dos concorrentes pode revelar novas oportunidades de segmentação, palavras-chave ou formatos de anúncio que você ainda não explorou. Essas descobertas podem inspirar novas ideias e melhorar a eficácia de suas próprias campanhas.

Inclusive, influenciando no ajuste das suas próprias estratégias de lance e posicionamento de anúncios. Por exemplo, se perceber que um concorrente está aumentando sua presença em um determinado segmento, você pode ajustar seus lances para manter ou aumentar sua visibilidade.

Explorar os concorrentes é uma fonte de aprendizado contínuo que permite ir muito além dos anúncios, como identificar insights sobre o comportamento do público-alvo e até mesmo detectar tendências emergentes no mercado.

Avalie a Qualidade da sua Landing Page

Uma landing page eficaz pode maximizar o retorno sobre o investimento (ROI) e impulsionar o sucesso de suas campanhas. Aqui estão alguns pontos sobre a importância dessa avaliação e como realizá-la:

  • Impacto na Experiência do Usuário: uma landing page bem projetada, intuitiva e de carregamento rápido proporciona uma experiência positiva, o que aumenta a probabilidade de conversão;
  • Relevância e Coerência: ela deve ser relevante e coerente com a mensagem do anúncio ou a fonte de tráfego que direcionou os visitantes até ela. Avalie se a mensagem, o design e o conteúdo da landing page estão alinhados com a expectativa criada no anúncio ou na fonte de tráfego;
  • Design e Usabilidade: certifique-se de que o layout seja atraente, limpo e profissional. Utilize elementos visuais adequados, como imagens e vídeos relevantes. Garanta que a página seja fácil de navegar, com uma estrutura clara e botões de chamada para ação (CTA) bem posicionados e visíveis;
  • Conteúdo e Persuasão: utilize títulos e subtítulos impactantes para capturar a atenção dos visitantes. Destaque os benefícios do seu produto ou serviço e inclua depoimentos ou evidências sociais que possam persuadir os visitantes a converter com CTAs persuasivos;
  • Testes e Otimização: realize testes A/B para avaliar diferentes elementos da sua página, como layout, cores, textos e CTAs. Esses testes ajudam a identificar o que funciona melhor e a otimizar continuamente sua landing page.

Garanta que ela proporcione uma experiência positiva, seja relevante e coerente, tenha um design atraente e uma usabilidade intuitiva, conteúdo persuasivo e seja constantemente testada e otimizada.

Configure sua Campanha

A configuração da campanha no Google Ads desempenha um papel crucial na obtenção de bons resultados ela deve estar alinhada com seus objetivos de marketing. Defina claramente o que deseja alcançar, seja aumentar as vendas, gerar leads qualificados, aumentar a visibilidade etc.

Outro fator a ser considerado na configuração da campanha é a segmentação. É importante definir os critérios demográficos, geográficos e comportamentais que melhor se adequam ao seu público.

Para isso, utilize palavras-chave relevantes, interesses específicos e dados demográficos para direcionar sua campanha para as pessoas certas. Quanto mais precisa for sua segmentação, maiores serão as chances de obter resultados relevantes e de qualidade.

Definidos os objetivos e público, é chegado o momento de escolher o tipo de campanha, como pesquisa, display, vídeo, shopping entre outros. Escolha o tipo de campanha mais adequado para atingir seus objetivos e atingir seu público-alvo de maneira eficaz.

Em seguida, pesquise as palavras-chave relevantes para seus produtos, serviços ou setor de atuação. A seleção cuidadosa das palavras-chave certas garantirá que seus anúncios sejam exibidos para pessoas interessadas em sua oferta.

Crie o seu Primeiro Anúncio no Google Ads

Ao criar um anúncio atraente no Google Ads, você consegue se destacar e atrair a atenção do seu público-alvo. Assim como uma vitrine bem projetada pode atrair pessoas para entrar em sua loja, um anúncio atraente pode incentivar os usuários a clicarem e conhecerem mais sobre a empresa.

Um anúncio atraente deve ter um título cativante, uma descrição persuasiva e uma chamada para ação convincente. Cada item precisa ser bem planejado. E para te ajudar nessa tarefa selecionamos as principais dicas nas quais você precisa se atentar.

  • Título Atraente: crie um título cativante e relevante que chame a atenção do usuário. Utilize palavras-chave que sejam relevantes para seu negócio e despertem interesse;
  • Descrição Clara e Concisa: escreva uma descrição persuasiva que destaque os benefícios do seu produto ou serviço. Seja claro e conciso, transmitindo a mensagem de forma efetiva;
  • Chamada para Ação (CTA): inclua uma chamada para ação convincente que incentive os usuários a realizar uma ação específica, como “Compre agora”, “Cadastre-se” ou “Saiba mais”. Isso direciona os usuários para a próxima etapa desejada;
  • Relevância: certifique-se de que seu anúncio seja relevante para a palavra-chave ou termo de pesquisa escolhido. Isso aumenta a probabilidade de cliques qualificados e melhora a experiência do usuário;
  • Uso de Extensões de Anúncio: as extensões de anúncio são recursos adicionais que podem ser incluídos para fornecer mais informações e aumentar a visibilidade do seu anúncio. Utilize extensões como links adicionais, informações de contato ou avaliações;
  • Personalização: adapte seu anúncio para diferentes dispositivos e formatos. Certifique-se de que ele seja responsivo e tenha boa aparência em diferentes telas, como desktop, dispositivos móveis e tablets.
  • Testes A/B: realize testes A/B com diferentes variações do seu anúncio para identificar qual versão gera melhores resultados. Teste diferentes títulos, descrições e CTAs para otimizar o desempenho do seu anúncio.
  • Utilize Elementos Visuais: se estiver criando anúncios em formato de imagem ou vídeo, certifique-se de que eles sejam visualmente atraentes, relevantes e de alta qualidade. Assegure-se de que a imagem ou vídeo esteja alinhado com a mensagem do seu anúncio;
  • Consistência com a Landing Page: certifique-se de que o conteúdo do seu anúncio esteja alinhado com a página de destino para a qual o usuário será redirecionado. Isso garante uma experiência coesa e relevante para o usuário.

Lembre-se de que a criação de criativos eficazes requer um equilíbrio entre a atenção do usuário, relevância e persuasão. Teste diferentes abordagens, ajuste conforme necessário e esteja sempre atento às melhores práticas de publicidade digital.

Configure e Rastreie as suas Conversões

É crucial acompanhar as conversões de perto, elas representam as ações que você deseja que o seu público realize no seu site. Ao analisar as suas conversões você consegue entender a eficácia de seus anúncios, segmentação e campanhas gerais. Confira abaixo como fazer na prática!

Passo 1: Defina o tipo de conversão

Antes de começar a configurar o rastreamento de conversões, você precisa definir qual tipo de conversão deseja rastrear.

Isso pode incluir ações como preencher um formulário de contato, fazer uma compra, fazer uma ligação ou até mesmo passar um tempo mínimo em uma página específica. Defina o tipo de conversão que faz sentido para o seu negócio e objetivo de campanha.

Passo 2: Crie uma tag de conversão

Uma tag de conversão é um código que você precisa colocar no seu site para rastrear a ação desejada. Você pode criar uma tag de conversão no Google Ads e, em seguida, adicioná-la à página de agradecimento ou à página de confirmação correspondente no seu site.

É importante testar a tag de conversão para garantir que ela esteja funcionando corretamente.

Passo 3: Configure o acompanhamento de conversões

Após criar a tag de conversão, você precisa configurar o acompanhamento de conversões no Google Ads. Vá para a guia “Ferramentas e configurações” no Google Ads, selecione “Conversões” e clique em “+ Novo”.

Selecione o tipo de conversão que deseja rastrear e siga as instruções para configurar as opções de acompanhamento de conversões, incluindo o valor da conversão, a contagem única de conversões e a janela de conversão.

Passo 4: Verifique se o rastreamento de conversões está funcionando corretamente

Depois de configurar o acompanhamento de conversões, você precisa verificar se está funcionando corretamente. Você pode usar o “Teste de Verificação de Tags” no Google Ads para verificar se a tag de conversão está funcionando corretamente e se os dados estão sendo enviados para o Google Ads.

Você também pode visualizar os dados de conversão em tempo real na seção “Visão Geral de Conversões” na guia “Conversões” do Google Ads.

Para saber mais, veja nosso artigo Como Rastrear a Origem dos Leads com UTMs e Script.

Otimizações para Anúncios Google Ads e Meta Ads

Aprenda como otimizar suas campanhas no Google Ads e no Meta Ads para obter o máximo de resultado do seu investimento em anúncios.

Confira no vídeo abaixo as seis principais atividades para implementar os seguintes tipos de otimização:

  • Otimização de Orçamento;
  • Otimização de Lance;
  • Exclusão de Segmentos;
  • Inclusão de Segmentos;
  • Otimização de Anúncios;
  • Otimização de Conta.

Erros de Iniciantes para Evitar no Google Ads

Confira os principais erros cometidos por iniciantes em mídia paga e que devem ser evitados para garantir uma boa performance das suas campanhas.

1. Falta de Planejamento das suas Campanhas

Um bom planejamento de campanhas é fundamental é através dele que você define objetivos claros, estratégias eficazes, segmentação do público-alvo, escolha das palavras-chave corretas, tipos de anúncios, orçamento e monitoramento constante dos resultados.

Ao escolher palavras-chave aleatórias, sem planejamento, você corre o grande risco delas não estarem relacionadas ao seu negócio, gerando baixo engajamento com sua campanha e um alto Custo por Clique (CPC).

Outro problema comum em campanhas mal planejadas é o baixo Retorno sobre o Investimento (ROI). Isso pode ocorrer quando uma empresa não define um orçamento adequado para suas campanhas, não faz testes A/B ou não monitora os resultados regularmente.

2. Criar Campanhas Só de Fundo de Funil

Criar campanhas no Google Ads para todas as etapas do funil de marketing é importante porque ajuda a garantir que a empresa esteja presente em todas as fases do processo de compra do cliente.

Isso permite que a marca construa relacionamentos com clientes potenciais, eduque-os sobre seus produtos ou serviços e os incentive a realizar uma compra. Além disso, a segmentação adequada em cada etapa do funil permite que a empresa otimize seus gastos e maximize o ROI.

O funil de marketing é um processo que os clientes passam antes de tomar uma decisão de compra, e cada etapa requer diferentes abordagens, inclusive o topo de funil, onde acontece o primeiro contato do público com a marca e o despertar para um desejo e necessidade.

3. Se Preocupar Com o Custo Por Clique  e Não com o Usuário

O CPC é apenas uma métrica que indica quanto a empresa paga por cada clique em seus anúncios, mas não fornece informações sobre a qualidade do tráfego gerado ou sobre o comportamento do usuário após o clique.

Focar no usuário é importante porque é a partir dele que podemos entender suas necessidades, desejos e comportamentos de navegação. Isso permite que possamos criar campanhas mais efetivas e personalizadas, que geram resultados melhores para a empresa.

Por exemplo, se uma campanha tem um CPC baixo, mas está atraindo um grande número de usuários que não têm interesse no produto ou serviço da empresa, isso pode levar a altas taxas de rejeição e baixa conversão, resultando em um baixo retorno sobre o investimento (ROI).

Por outro lado, se uma campanha tem um CPC mais alto, mas está atraindo usuários altamente qualificados e interessados no produto ou serviço, isso pode levar a uma maior taxa de conversão e, consequentemente, a um ROI mais alto.

Ao focar apenas no CPC, pode-se acabar escolhendo palavras-chave genéricas que geram tráfego não qualificado, ou mesmo configurar uma segmentação inadequada do público-alvo, que não está de fato interessado no produto ou serviço.

4. Escolher o Tipo Errado de Campanha

Cada tipo de campanha tem um objetivo específico e diferentes formatos, recursos e opções de segmentação, o que significa que uma campanha bem-sucedida em um tipo de campanha pode não ter o mesmo desempenho em outro.

Por exemplo, se a empresa está buscando gerar reconhecimento de marca, a melhor opção seria uma campanha de exibição de anúncios, que permite a exibição de anúncios gráficos em sites parceiros do Google.

Além disso, escolher o tipo certo de campanha também pode afetar o orçamento da empresa. Campanhas de pesquisa e shopping costumam ter um CPC mais alto, enquanto campanhas de exibição e de vídeo costumam ter um CPM mais alto.

Outro fator a considerar é a segmentação de público-alvo. Cada tipo de campanha tem diferentes opções de segmentação, que podem ser usadas para alcançar públicos-alvo específicos.

5. Não Associar as Contas de Google Ads e Google Analytics

Se você não associar as contas de Google Ads e Analytics, não poderá visualizar informações valiosas, como o tempo médio que os usuários gastam no site após clicar em um anúncio, a taxa de rejeição, a taxa de conversão, entre outras métricas que traduzem o comportamento dos usuários.

Essas informações são extremamente valiosas para a otimização das campanhas, pois permitem identificar quais palavras-chave, anúncios e campanhas estão gerando mais conversões, bem como aquelas que estão gerando pouco ou nenhum retorno.

Com base nesses dados, é possível tomar decisões mais informadas sobre o ajuste do orçamento, segmentação de público-alvo e criação de anúncios mais eficazes.

Além disso, a associação das contas de Google Ads e Analytics permite a criação de listas de remarketing, que são usadas para exibir anúncios personalizados para usuários que já visitaram o site anteriormente.

6. Utilizar a Mesma Página de Destino para Todos os Anúncios

Ao utilizar a mesma Landing Page para todos os anúncios, pode haver uma falta de relevância entre o anúncio e a página de destino, o que pode levar a uma taxa de rejeição alta e um baixo desempenho da campanha.

Isso ocorre porque os usuários que clicam em um anúncio esperam encontrar informações relevantes e úteis na página de destino que correspondam à sua intenção de pesquisa e expectativas.

Por exemplo, se um anúncio promove um produto específico, mas a página de destino leva o usuário para a página inicial do site, o usuário pode ficar confuso e frustrado e acabar abandonando o site sem realizar a ação desejada, como efetuar uma compra ou preencher um formulário de contato.

Para evitar isso, é importante criar páginas de destino personalizadas para cada anúncio, que correspondam à intenção de pesquisa do usuário e ofereçam informações relevantes e úteis que atendam às necessidades e expectativas do público-alvo.

Conclusão

Espero que você tenha compreendido como o Google Ads funciona e como você pode usá-lo para aquisição de novos clientes.

A plataforma de anúncios atende às necessidades de todos os tipos e tamanhos de organizações, e os seus resultados podem ser cada vez maiores conforme a sua experiência.

Se você está começando agora, tenha em mente que no começo, pode haver alguns erros, mas o importante é usar essas falhas como aprendizado.

Se as campanhas forem bem planejadas e bem executadas, você perceberá no futuro que o Google Ads será uma parte fixa de sua estratégia!

Para se aprofundar ainda mais e obter melhores resultados com seus anúncios, baixe o nosso Guia Definitivo de Otimização para Google e Meta Ads 2023 e conheça as principais otimizações de campanhas!

Curtiu este artigo?

0 / 5 Resultado 5 Votos 1

Your page rank:

Pareto

Author: Pareto - Conheça mais sobre o universo das IAs e do Marketing Digital. Acesse já o nosso acervo de conteúdos!