Skip to main content
Marketing

O Que É Rede de Display do Google, Como Anunciar e Formatos de Criativos

By janeiro 25, 2023No Comments
google display: imagem de duas pessoas conversando e olhando para a tela do computador dentro de uma sala de escritório

O Google Display ou a Rede de Display do Google é a maior rede de publicidade disponível na Internet atualmente.

Através dela você pode colocar os seus anúncios em milhões de sites, em vários formatos, para uma variedade de públicos em todo o mundo usando inúmeros métodos de segmentação.

Para te ajudar a ter os melhores resultados com as suas campanhas de Rede de Display, separamos neste artigo as especificações de criativos, tipos de campanhas, dicas de marketing e um tutorial completo. Confira!

  1. O Que É a Rede de Display do Google (GDN)?
  2. Qual a Diferença entre Rede Display e Rede de Pesquisa do Google?
  3. Formatos de Anúncios Disponíveis no Google Display
  4. Tipos de Campanha da Rede de Display do Google
  5. Como Criar Uma Campanha na Rede de Display
  6. Dicas de Especialista para Campanhas de Google Display

O Que É a Rede de Display do Google (GDN)?

A Rede de Display do Google é formada por parceiros que permitem a veiculação de anúncios em suas páginas, por exemplo Portais de Notícia, Blogs, propriedades do Google (como YouTube e Gmail), entre outros.

Ela é fundamental para expandir o seu alcance além da Rede Pesquisa do Google!

Isso porque através dela você alcança as pessoas enquanto elas navegam em mais de 35 milhões de sites que representam mais de 20% de todo o tráfego do Google Ads e atinge cerca de 90% de todos os usuários da Internet, dados da WordStream.

As campanhas de Display veiculam anúncios visualmente atraentes na Rede de Display do Google. De forma muito resumida, elas são um tipo de campanha dentro do Google, assim como as campanhas de Rede de Pesquisa, de YouTube, Shopping e outras.

Qual a Diferença entre Rede Display e Rede de Pesquisa do Google?

É normal que você fique em dúvida sobre a diferença entre Rede de Display e Rede de Pesquisa. Ainda mais tendo em vista que, quando pensamos em Google logo vem à nossa mente a ideia de pesquisar sobre algum termo para encontrar as respostas que precisamos.

A Rede de Pesquisa alcança as pessoas quando elas estão à procura de produtos ou serviços específicos. A Rede de Display, por outro lado, ajuda a atrair a atenção dos usuários na etapa mais inicial do ciclo de compra. Veja mais detalhes de cada uma!

Rede de Pesquisa

google display: imagem da tela informando como aparecem os anúncios na rede de pesquisa do google

A Rede de Pesquisa tem foco nos motores de busca do Google, como falamos, é a tradicional pesquisa. As campanhas de pesquisa têm como objetivo posicionar os seus anúncios no topo da página de resultados para uma determinada palavra-chave.

Se a sua empresa vende uma camisa de algodão pima de altíssima qualidade, por exemplo, você pode estudar termos relacionados e comprar, por exemplo, a palavra “camisa de algodão pima confortável”.

Assim, toda vez que houver a busca por essa palavra, ou termo semelhante no Google, o usuário verá seu anúncio na Rede de Pesquisa entre os primeiros resultados.

Rede de Display

google display: imagem da tela informando como aparecem os anúncios na rede de display do googleAgora, quando falamos de campanhas de Rede de Display, estamos falando de uma ferramenta “proativa”, aqui o usuário não está buscando sanar uma dúvida ou procurando algum produto específico, ele está apenas navegando.

Logo, são campanhas que devem ter uma parte muito criativa pois o trabalho é chamar a atenção dos usuários e não surpreende por ter alcance de usuários e o volume de impressões maiores do que campanhas de Rede de Pesquisa.

Só para você ter uma ideia sobre o volume de usuários, 95% dos sites no Brasil estão associados à Rede de Display do Google.

Na Rede de Display, você exibe os anúncios antes de as pessoas começarem a pesquisar os seus produtos e serviços, o que pode ser uma vantagem dependendo da sua estratégia de marketing.

Você também pode aproveitar o espaço para lembrar os usuários sobre os itens que eles têm interesse segmentando os dados para alcançar as pessoas que já visitaram seu site.

Formatos de Anúncios Disponíveis no Google Display

A Rede de Display do Google não se resume a anúncios na lateral e no topo dos sites, existem mais formatos de criativos dentro dessa categoria. Confira cada um deles!

Anúncio de Imagem

Os anúncios de imagem podem incluir gráficos estáticos ou .gif interativos e imagens em flash em vários tamanhos.

Graças ao formato visual, é mais provável que os anúncios gráficos chamem a atenção do usuário e ajudem você a mostrar seu produto ou serviço em ação.

Este formato é um dos mais conhecidos e pode ser visualizado em banners na lateral das páginas, no topo e abaixo dos sites enquanto os usuários navegam pela internet.

Anúncio de Texto

Os anúncios de texto são exatamente o que você espera que sejam: anúncios que contêm apenas palavras. Esses são os anúncios mais fáceis de começar e aparecem na parte superior e inferior dos resultados de pesquisa do Google.

Um anúncio de texto padrão é composto pelo título, URL de visualização e descrição. Você pode destacar seus anúncios de texto com extensões que fornecem informações adicionais, como site links e seu página comercial.

Anúncio de Vídeo

Este formato pode ser exibidos no YouTube, bem como em outros sites e aplicativos como parte de uma campanha da Rede de Display do Google.

Anúncios de vídeo  podem aparecer no início, no meio ou no final de outro conteúdo de vídeo. Eles podem ser puláveis ​​ou não puláveis ​​e podem ter várias formas e tamanhos.

Anúncio de Mídia Rica

Os anúncios de mídia rica são interativos e mais modernos que os formatos anteriores. O Google permite que você escolha diversas opções para este formato, como animações a carrosséis, por exemplo.

Este formato de anúncio é muito utilizado pelas marcas justamente por obter mais engajamento do que os formatos anteriores: texto, imagem e vídeo.

A Rede de Display do Google não se resume a anúncios na lateral e no topo dos sites, existem mais formatos de criativos dentro dessa categoria. Confira cada um deles!

Anúncio Responsivo

Anúncios responsivos ajustam automaticamente o próprio tamanho, aparência e formato para caber nos espaços disponíveis relevantes.

Com esses anúncios, você pode fazer o upload de recursos (imagens, títulos, logotipos, vídeos e descrições) e deixar o Google gerar automaticamente combinações de anúncios para sites, apps, YouTube e Gmail.

Quer se aprofundar no tema? Veja o nosso artigo específico sobre Anúncios de Display Responsivos, conheça as suas vantagens, especificações de criativos e muito mais.

google display: imagem de um desenho gráfico ilustrando o anúncio responsivo

Anúncio de Discovery

As campanhas de Discovery estão cada vez mais ganhando espaço, pelo fato de permitirem a exibição dos anúncios gráficos em YouTube e Gmail. Então, trazemos as configurações e especificações de imagens necessárias para seus anúncios rodarem nesse formato de campanha.

google display: imagem de um desenho gráfico ilustrando o anúncio discovery

Tipos de Campanha da Rede de Display do Google

Confira os tipos de campanha que você pode criar para atingir o seu objetivo de marketing através da Rede de Display do Google Ads.

Campanhas de Remarketing

Com certeza você já deve ter percebido que após entrar em um site e explorar alguns produtos, anúncios dessa mesma empresa e até os mesmo produtos que visitou te seguem por onde você navega. Acertei?

Pois bem, essas são as campanhas de Display fazendo o seu papel de Remarketing. Além disso, um ponto muito legal desse tipo de campanha é que ela pode ser conectada ao seu Google Merchant Center e a IA do Google entende quais produtos foram visitados e impactar o usuário com estes produtos.

Veja algumas sugestões para você aproveitar ao máximo essa estratégia e impactar as pessoas que visualizaram certos produtos, até mesmo adicionar ao carrinho mas não compraram:

  1. Negative pessoas que compraram recentemente: não faz muito sentido chamar para uma compra um usuário que ainda nem recebeu sua última compra;
  2. Ofereça algum benefício para o usuário: muito provavelmente ele está pesquisando o produto e pode estar comparando com concorrentes. O que você pode oferecer? Frete grátis? Um cupom de primeira compra? As opções são quase infinitas;
  3. Tenha um público relativamente grande neste remarketing: você não quer que os usuários fiquem incomodados com a frequência dos anúncios, certo? Logo, antes de olhar para remarketing, é importante que antes você tenha trabalhado com novos usuários.

Segmentação de Público

Essa segmentação, junto com a comunicação, são as chaves de uma estratégia de mídia paga bem estruturada. Portanto, trabalhe com filtro de usuários.

Se você possui ou trabalha para um e-commerce de maquiagem, uma boa estratégia de segmentação é focar no público-alvo do nicho, que neste caso seria:

  • Um público majoritariamente feminino;
  • Regiões que a empresa consiga oferecer um frete rápido e rentável;
  • Intervalo de idade do público com maior probabilidade de compra.

Direcionamento para Sites Relacionados

Esse tipo de segmentação é muito interessante e muito útil. Basicamente, o Google deixa você apontar em quais sites você entende que seus possíveis clientes estão visitando, até mesmo dos seus concorrentes.

Campanhas de Smart Display

Dentre as possibilidades de Campanhas de Display, tem uma solução muito simples e inteligente que o Google nomeia por Campanha Inteligente de Display ou Smart Display.

Esse tipo de campanha vem como uma alternativa para gerenciar as variáveis complexas da publicidade em display e podem ser a maneira mais fácil de ampliar sua base de clientes e gerar novas conversões.

As campanhas inteligentes da Rede de Display combinam três tecnologias de otimização para eliminar o trabalho e as adivinhações da segmentação, da definição de lances e da criação de anúncios. Confira as suas principais Vantagens:

  • Agilidade: criação de campanha em poucos minutos;
  • Criação de anúncios automáticos: os anúncios são gerados automaticamente a partir dos elementos básicos que você fornece, tais como títulos, descrições, logotipos e imagens. Eles se ajustam de forma responsiva em quase todos os espaços para anúncios da Rede de Display;
  • Lances automáticos: você define um CPA máximo para as campanhas;
  • Segmentação automática: a segmentação melhora conforme as campanhas são veiculadas.

banner publicitário divulgando um e-book gratuito sobre automação de marketing

Como Criar Uma Campanha na Rede de Display

Acompanhe o passo a passo para criar a sua primeira campanha na Rede de Display do Google!

1. Objetivo de Marketing

A primeira etapa da criação da campanha é definir qual é o seu objetivo de marketing, todas as outras etapas vão partir dessa premissa.

Por exemplo, se a sua intenção é aumentar os acessos no seu site, você deve escolher o objetivo “Tráfego do Site”. Assim, o Google Ads te enviará recomendações de configurações e recursos para te ajudar a gerar mais visitas.

Você também pode adicionar ou remover um objetivo a qualquer momento. Veja quais são eles:

  • Vendas: possibilita impulsionar vendas ou conversões de clientes e interagir com quem já entrou em contato com a marca (remarketing);
  • Leads: permite estimular pessoas interessadas no seu produto a se inscreverem em uma newsletter ou preencherem um formulário;
  • Tráfego do Site: permite incentivar prospects ou clientes em potencial a acessar o seu site;
  • Alcance e Reconhecimento da Marca: possibilita apresentar aos usuários um novo produto ou expandir seus negócios para um novo mercado.

2. Direcionamento da audiência

Nesta etapa você vai determinar quem você quer que veja os seus anúncios. Pense no seu público de forma estratégica, essa escolha é fundamental para que os seus anúncios alcancem as pessoas certas, que realmente possuem interesse no seu negócio.

Entre as opções de direcionamento de audiência na Rede de Display estão:

  • Segmentos de Afinidade: seleção baseada nos hábitos, interesses e no conteúdo que as pessoas acessam;
  • Segmentos Personalizados: alcance de pessoas pela inserção de palavras-chave, URLs e apps relevantes;
  • Informações Demográficas Detalhadas: seleção baseada em fatos biográficos de longa duração;
  • Eventos Importantes: permite alcançar o público em determinados momentos;
  • No Mercado: seleção baseada na intenção de compra recente as pessoas;
  • Segmentos dos Seus Dados: alcance do público pela interação com a empresa, pessoas que acessaram o seu site ou app, dados de clientes do CRM e visitantes do site.

3. Criação do Anúncio

Agora que você já definiu o objetivo e direcionou a audiência da campanha é chegado o momento de criação do anúncio. Siga o tutorial que elaboramos para facilitar o processo.

  1. Acesse a sua conta no Google Ads;
  2. Vá até o menu de “Páginas” e clique em “Campanhas”;
  3. Selecione a opção “Nova Campanha” no botão (+);
  4. Defina uma dessas 3 metas: Leads, Vendas e Tráfego no Site;
  5. Escolha um tipo de campanha para a Rede de Display;
  6. Selecione a opção “Campanha Inteligente de Display”;
  7. Defina a região e o idioma da campanha;
  8. Acrescente o orçamento diário e o lance de CPA;
  9. Na sequência, clique em “Configurações Adicionais”;
  10. Clique na lista suspensa em “Anúncios Dinâmicos”;
  11. Clique na caixa de seleção e escolha o feed de dados relevante no menu suspenso;
  12. Pronto! Agora, é só salvar a sua campanha.

4. Mensuração e Monitoramento

Depois que a sua campanha estiver no ar é de extrema importância analisar o seu desempenho para garantir uma ótima performance ou, melhor ainda, propor otimizações durante a sua veiculação.

Para visualizar as estatísticas detalhadas dos seus anúncios de Display vá até o ícone de relatório na parte superior da tela, abaixo dele você encontrará três ferramentas para visualizar e analisar os dados de performance do seu anúncio.

  • Relatórios: possibilita a criação de gráficos ou tabelas para ver dados de desempenho, podendo combinar dezenas de métricas personalizadas, visualizar detalhes de fatores como impressões, segmentação e conversões;
  • Relatórios Predefinidos: permite localizar dados básicos de performance a partir de um conjunto de métricas selecionado, que pode ser refinado ainda mais;
  • Painéis: libera acesso aos dados mais úteis com modelo “Drag-and-drop”  fácil de manusear para montar tabelas e gráficos criados em Relatórios e um só lugar.

Banner com a frase Otimize suas Campanhas com I.A.

Dicas de Especialista para Campanhas de Google Display

Sabemos que no começo criar campanhas no Google Ads pode parecer um desafio, afinal são tantos detalhes que você precisa se atentar que algumas informações podem passar despercebidas.

Pensando nisso, nossos especialistas selecionaram as principais dicas de marketing para que você tenha sucesso com as suas campanhas!

Escolha os Dispositivos Certos

Quando você configura uma campanha de display, é preciso se atentar aonde o público-alvo usará o produto e como ele poderá se inscrever. Se a experiência do usuário não estiver boa em um dispositivo específico, exclua esse dispositivo por completo.

Por exemplo, se sua empresa trabalha com produção de jogos ou aplicativos, o celular é o ideal é um dispositivo ideal para a oferta da página de destino. Mas se você estiver ofertando um software de gestão mais avançado, usado apenas em desktop, o celular pode ser desnecessária.

Defina os Dados Demográficos e Locais com Precisão

É possível personalizar inúmeros dados demográficos ao segmentar uma campanha da Rede de Display. Veja como exemplo algumas características: renda familiar, idade, estas são divididas em sete faixas diferentes.

Se você já sabe de antemão que o seu público-alvo não tem entre 45-54 anos de idade ou mais, você já pode excluir facilmente esses usuários ao criar grupos de anúncios.

Considere também os estados para os quais a empresa prefere não impulsionar as vendas neste momento.  Ajuste os lances desses locais  para redirecionar seu orçamento para outros locais mais lucrativos.

Não Esqueça de Ativar a Exclusão de Conteúdo

Um erro comum que acontece ao iniciar uma campanha no Google Display é não prestar atenção nas configurações adicionais para sites com conteúdo explícito.

Mas isso tem solução, existem configurações avançadas de conteúdo que impedem que o seu site apareça em domínios reservados, sites com conteúdo sexual e muito mais.

A exclusão de conteúdo não é ativada automaticamente pelo Google. Então, não se esqueça de selecioná-las manualmente para evitar que seus anúncios sejam exibidos em sites indesejáveis.

Tenha Variações de Criativos para Cada Dimensão

O ideal para possibilitar a otimização das campanhas de Display é a criação de duas variações de anúncio para cada dimensão. Dessa maneira, é possível criar um Teste A/B de anúncio. Neste teste, a variação pode ser aplicada ao CTA, à imagem ou ao texto.

Para analisar mais a fundo os criativos em veiculação no mercado da sua empresa, recomendamos os sites Semrush ou Moat. Nessas plataformas, você encontrará as artes de Display que empresas de diversos segmentos de mercado estão trabalhando.

Aplique o Máximo de Ativos Possíveis

O Google precisa sempre oferecer a melhor experiência possível de navegação para os usuários, com isso em mente, não economize nos ativos da campanha. Mesmo que a recomendação permita usar 3 Títulos, tente colocar o máximo 5 Títulos.

Aqui na Pareto, já rodamos uma série de testes quanto a melhor forma de entrega nestes tipos de campanha, e na maioria esmagadora dos casos, os anúncios com o número máximo de ativos tem uma entrega bem melhor em comparação com outros. Melhor CTR, menor CPC e etc.

Aposte no Potencial da Inteligência Artificial

O Google vem se apresentando cada vez mais com Inteligência Artificial mais avançada. Sendo direto ao ponto, já aplicamos muitos testes por aqui quanto a ativação de formatos e permissões mais dinâmicas do Google.

  • Habilite a Inteligência do Google para sugerir CTA’s “Automáticos”;
  • Use automações como “melhoria de recursos” e “vídeos gerados automaticamente” como pontuado acima;
  • Evite colocar botões nos criativos e imagens.

Por fim, mas não menos importante, as campanhas de Display do Google fazem parte de um conjunto de estratégias chave para trabalhar o topo de funil e fazer  a sua empresa se tornar cada vez mais conhecida.

Para que esse trabalho seja bem feito é preciso olhar as métricas de sucesso desta estratégia. Não são essas campanhas que vão impactar nas suas vendas da noite para o dia, infelizmente não existem fórmulas para tal, mas sim um conjunto de estratégias bem estruturadas e com acompanhamento bem definido.

Esse tipo de campanha vai gerar muitos aprendizados e insights ao longo do tempo. Portanto, sugerimos que você tenha uma verba específica para realizar inúmeros testes.

Ao perceber o impacto no volume de sessões do seu site, procure acompanhar o volume de pesquisa para a sua marca, faça análises nas suas campanhas de remarketing (mesmo em outras plataformas).

Dessa forma, com um trabalho bem estruturado, você irá notar a melhora destes outros níveis. Para se aprofundar mais em campanhas da Rede de Display veja também nosso artigo sobre Fraudes nas campanhas de Display no Google Ads: Como Resolver?