Skip to main content

Introdução 

O objetivo deste artigo é apresentar como são os anúncios dinâmicos da rede de pesquisa do Google Ads – os Dynamic Search Ads (DSA). Iremos abordar seu funcionamento e benefícios e, além disso, trazer algumas indicações sobre como aplicá-lo da melhor maneira. 

Para aqueles que utilizam o Google Ads como plataforma para mídia paga, sabe-se que é extremamente recomendado estar sempre otimizando os anúncios e que, de certa forma, isso pode ser um trabalho bem cansativo e repetitivo. 

Por isso, pense na seguinte situação: você é dono de um e-commerce e possui uma abrangência muito grande de produtos em seu site ou que até mesmo haja uma grande sazonalidade em sua mercadoria. 

É fato que você terá um significativo trabalho ao realizar a segmentação de palavras-chave, uma vez que será preciso definir cada palavra-chave a ser comprada. Além de se fazer um estudo de potencial de busca e concorrência dos termos a serem adicionados. 

Agora, imagine que você tenha a possibilidade de utilizar a automatização a seu favor e que o Google possa fazer uso de todo o índice do seu site para gerar anúncios completos e de qualidade. Essa é a lógica dos anúncios dinâmicos!

O que são e como funcionam os anúncios dinâmicos?

Os anúncios dinâmicos da rede de pesquisa são anúncios que vão “puxar” todos os dados do seu website e vão mostrar o anúncio conforme a pesquisa do usuário. 

Como isso ocorre? Primeiramente o Google irá rastrear seu site e extrair todo o conteúdo nele disposto. Dessa forma, quando um usuário realiza uma busca no Google, e esse termo buscado está presente em seu site (sendo identificado pelo Google), seu anúncio estará apto a aparecer.

Caso a busca do usuário tenha esse “match” com seu site, o Google irá dinamicamente criar anúncios com títulos e URLs personalizadas para cada página. 

O único passo que será necessário realizar manualmente é a criação das descrições. É válido ressaltar que as descrições selecionadas serão utilizadas em todos os anúncios e que, dessa maneira, devem ser aplicáveis a todas as buscas possíveis para aquele conjunto de URLs segmentada na criação do seu Grupo de Anúncios.

Exemplo: imagine que você seja dono(a) de um e-commerce de produtos diversos para casa. Um usuário pode pesquisar no Google algo relacionado a sua mercadoria, como “conjunto de panelas antiaderentes” e, com isso, ser impactado pelo seu anúncio com o título “Conjunto de Panelas Antiaderentes”. Ao clicar no link será direcionado para a página do seu site que contém essa categoria de produto. 

Segmentação 

Nossa recomendação é ter uma campanha específica para uso dos anúncios dinâmicos. Dessa maneira, terá maior controle de seus resultados e poderá acompanhar os termos de busca que estão em destaque (e até mesmo adicioná-los como palavras-chave em campanhas genéricas da rede de pesquisa).

Ao criar uma campanha dinâmica, chamada de DSA, você tem a possibilidade de realizar segmentações dentro do seu site. É possível segmentar todo seu site ou até mesmo categorias específicas de produtos e URLs.

Recomendamos sempre se atentar às formas como você decide realizar as segmentações. Isso porque há a possibilidade de uma geração de gastos desnecessários. 

Pense no seguinte exemplo: caso seu website tenha alguma seção destinada a um blog e seu objetivo com a campanha seja essencialmente vendas, como você garantirá que o Google não utilize essa URL dentro dos anúncios? É nessa etapa em que você irá resolver obstáculos como esse. 

Existem diversas possibilidades: uma delas, para esse tipo de situação, seria excluir determinadas URLs para que não apareçam nos anúncios dinâmicos, através das segmentações negativas. Ou até mesmo negativar certas palavras de dentro do site com o intuito de não imprimi-las.

Na segmentação, uma dica é separar Grupos de Anúncios por determinadas regras de URL. Por exemplo: URL contém “/produtos”, para que o Google realize a busca de termos apenas na seção de produtos de seu site.

Benefícios e Boas Práticas

Economia de tempo é apenas um dos benefícios que os DSA proporcionam. Podemos destacar também a mensuração de quais produtos estão gerando mais resultados, a geração de títulos mais eficazes (já que os termos buscados e encontrados na URL entrarão automaticamente nesse campo) e o fato de não ser necessário criar palavras-chaves.

Em campanhas de DSA, é sempre recomendado possuir dois anúncios dinâmicos, com um foco na variação das descrições. Dessa maneira, estará rodando um Teste A/B para se ter o conhecimento de qual performance é melhor e realizar otimizações a partir desses insights. 

Além disso, mesmo não havendo a opção de adicionar palavras-chave é possível negativar termos de buscas que não são intimamente relacionados aos produtos que a marca oferece. Assim, os custos são diminuídos e há uma melhora na entrega de resultados.

Uma das dúvidas mais recorrentes é sobre a configuração e os gastos. Da mesma forma como funciona com as demais campanhas, o uso de anúncios dinâmicos segue o mesmo padrão.

As mesmas estratégias de lance estarão disponíveis, as quais você pode conferir neste outro artigo do nosso blog: Estratégias de Lance e Ações de Conversão Google Ads.

É importante destacar que para se ter esse tipo de anúncio dentro da sua estrutura, é recomendado que haja um bom histórico de tráfego no site, além de um bom SEO.

Lembrando da nossa dica anterior: separe os anúncios dinâmicos em uma campanha específica para este formato! Assim, terá mais controle de seus resultados. 

Campanhas de DSA também são ótimas para levar tráfego ao site. Por exemplo, no caso de se ter um blog recheado de conteúdos interessantes para o Topo de Funil, por que não criar uma campanha direcionada para lá? Assim, conforme são adicionados novos artigos no Blog não há necessidade de incluir novas palavras-chave, pois há uma busca dinâmica.

Conclusão

Os anúncios dinâmicos de rede de pesquisa são ótimos aliados para quem procura otimizar o tempo gasto com a criação de anúncios, ainda mais se você possuir dezenas de páginas e centenas de produtos em seu site. Ou mesmo, quando não se tem o conhecimento exato de quais produtos ou termos mais levam os usuários ao site.

Normalmente, anúncios de DSA costumam trazer bons resultados, uma vez que são bem segmentados e tendem a ter um gasto inferior aos demais tipos de campanhas. Mas tudo vai depender do objetivo da campanha e da correta configuração. E, por essa razão, o consideramos uma ótima estratégia para diversos perfis de empresas, que vão desde imobiliárias com amplo catálogo de imóveis, e-commerces e até conteúdos de um blog.

Bitnami