Skip to main content
E-commerceMarketing - Pareto Plus

Como Otimizar a Taxa de Conversão do Seu E-commerce

By September 28, 2023No Comments
taxa de conversão e-commerce: imagem de uma mulher olhando para o notebook com várias caixas de produtos na mesa

A otimização da taxa de conversão em um e-commerce é um objetivo crucial para qualquer empreendedor online que busca o sucesso nos dias de hoje. Com a crescente competição no mundo digital, é fundamental garantir que cada visitante do seu site se converta em um cliente pagante.

Neste artigo, exploraremos estratégias e táticas eficazes para aprimorar a taxa de conversão do seu e-commerce, desde a otimização da experiência do usuário até o uso inteligente de dados e análises.

Se você deseja maximizar suas vendas online e proporcionar uma experiência excepcional aos seus clientes, continue lendo para descobrir como transformar seu site em uma máquina de conversão de sucesso.

O Que É Taxa de Conversão no E-commerce?

A taxa de conversão é a métrica que mede a eficiência do seu site em transformar visitantes em clientes. Quanto maior a taxa de conversão, maior será o seu sucesso e os seus lucros.

Uma taxa de conversão baixa significa que, mesmo que haja uma grande quantidade de navegantes do site da empresa, os leads não estão comprando ou realizando a ação que você deseja, ou seja, há pouca conversão de usuários.

É importante ressaltar que a taxa de conversão pode ser medida de acordo com a ação que você espera do usuário. Abaixo, deixamos alguns exemplos:

  • A compra de um produto;
  • O preenchimento de um formulário;
  • Inscrição para receber e-mails e newsletters;
  • Cliques em botões;
  • Clique para direcionamento a uma outra página específica etc.

Qual a Taxa de Conversão Ideal no E-commerce?

Uma boa taxa de conversão para o e-commerce depende de vários fatores, como o setor de atuação, o tipo de produto ou serviço oferecido, o público-alvo, entre outros. Não há uma taxa de conversão única que seja considerada ideal para todos os casos.

Mas, em geral, quanto maior a taxa de conversão, melhor, pois indica que um maior número de visitantes do seu site está se convertendo em clientes ou realizando a ação desejada, como fazer uma compra. Apesar disso, é possível verificar uma média.

Segundo o site Edrone, que cita uma pesquisa da Experian Hitwise, enquanto a média mundial está em 1,92% a taxa de conversão do e-commerce no Brasil é de 1,65%. Ainda, segundo dados da ALXWeb citados pelo Edrone, lojas virtuais menores podem ter uma taxa de conversão de até 1,3%, enquanto e-commerces famosos podem chegar até 3,7%.

Como Calcular a Taxa de Conversão de um E-commerce?

A taxa de conversão é calculada de acordo com cada etapa do funil de marketing, como comentamos acima. Se o seu objetivo é atração, a taxa de conversão será medida pelo número de acessos ao seu site, por exemplo (topo do funil).

Avançando um pouco, temos o meio de funil, e, nessa etapa, o objetivo pode ser o cadastro de leads, e o que medirá a sua taxa de conversão será o volume de pessoas que preencheram o cadastro na sua landing page.

No caso da última etapa de funil, em que o objetivo é a venda em si, a taxa de conversão pode ser o número de inscritos em algum produto ou a compra em si dele, de algum serviço, entre outros.

Independentemente do seu modelo de negócio, o cálculo deve ser feito da seguinte maneira: 

(Conversões no período / total de acessos no site) * 100 = taxa de conversão (%)

Logo, usando os números do exemplo a fórmula ficaria assim:

(1.500 / 5.000) * 100 = 30%

Erros Comuns que Prejudicam a Taxa de Conversão do E-commerce

Agora que você já sabe da importância dessa métrica e como calculá-la, vamos mostrar alguns erros que podem encarecer a taxa de conversão do seu negócio. 

  • Valor do Frete Muito Alto: Ao comprarem online, diversas pessoas simplesmente abandonam o carrinho após o cálculo do preço da entrega, quando alto demais. O ideal é um frete mais acessível, buscando outros fornecedores até encontrar um com bom custo-benefício.
  • Preço Pouco ou Nada Competitivo: Se os seus preços não estão competitivos com o mercado, ou quase nada atraentes, o cliente pode rapidamente sair do site e/ou da página ao se deparar com o valor mais alto do que pretende pagar.
  • Um Check Out Nada Otimizado: Um check out com muitas distrações, pouco otimizado, apresentando bugs e erros, ou até mesmo carregamento lento, pode fazer com que o usuário desista da compra. Ou seja, a conversão não acontece.
  • Um Site Sem Selo Algum de Segurança: Quando um site não possui nenhum selo, o usuário até pode navegar, mas se sentir alguma insegurança, pode desistir da compra/ação e ir atrás de algum concorrente.
  • Segmentação do Público Equivocada: Sem uma segmentação bem trabalhada, você deixa de oferecer aos seus potenciais clientes o que elas precisam. Na prática, a segmentação começa aplicando várias seções ao seu site, e é possível dividi-las por tipo de cliente ou produto.
  • Prazos de Entrega Não Cumpridos: Toda vez que esse prazo é desrespeitado, o cliente fica insatisfeito, desistindo de comprar novamente da sua marca. Para reverter esse cenário, é importante entender os problemas de logística e processo, caso a entrega seja da própria empresa.
  • Site com Carregamento Muito Lento e Pouca Responsividade:  Um carregamento lento pode prejudicar a navegabilidade do usuário, fazendo-o desistir de qualquer ação, rapidamente. Além disso, um site que não é responsivo prejudica o fechamento da compra.
  • Má Gestão do Estoque: Quando o produto está em falta, pode ser um número alto de vendas em poucos dias, e seu estoque zerado não foi projetado. É importante ter uma gestão que organize e planeje as compras, de acordo com o número de vendas.
  • Poucos Métodos de Pagamento: Caso não haja essa flexibilidade nas formas de pagamento, o seu e-commerce pode limitar as compras para somente aquela forma específica, fazendo com o que o usuário não encontre soluções variadas para realizar a compra.

Banner com a frase Automatize seu E-commerce com I.A.

17 Dicas para Otimizar a Taxa de Conversão no seu E-commerce

Agora você já sabe o que é uma taxa de conversão, como calculá-la, a sua importância e alguns fatores que a prejudicam. Não menos importante, reunimos algumas dicas valiosas para ajudar você a otimizar a taxa de conversão do seu e-commerce.

1. Recrie a Experiência da Loja Física

Apesar do e-commerce ter revolucionado a maneira como as pessoas fazem compras, com conveniência, variedade e acessibilidade; mas muitos consumidores ainda sentem falta da experiência tátil e imersiva que uma loja física pode proporcionar. E como fazer isso? 

  • Ofereça uma Chat ao Vivo e Suporte Personalizado;
  • Crie Programas de Fidelidade e Brindes;
  • Personalize a Página Inicial com Base nas Preferências e Histórico do Usuário;
  • Ofereça Descrições Detalhadas dos Produtos.

2. Utilize Imagens ou Vídeos em Alta Qualidade

Assim como a loja física é projetada para atrair os clientes, o design e o layout do seu e-commerce devem ser atraentes e convidativos. Use cores, imagens e elementos visuais que refletem a identidade da sua marca e criem uma atmosfera agradável para os visitantes.

Certifique-se de que as imagens dos produtos sejam de alta qualidade e permitam uma visualização detalhada. Além disso, considere incluir vídeos demonstrativos, que auxiliam os clientes a compreenderem melhor os produtos e sua utilização.

3. Utilize Checkout Seguro

Para garantir a proteção dos seus clientes e a integridade das transações online, o checkout seguro é uma medida essencial para criar confiança e proporcionar uma experiência de compra tranquila.

Ao implementar um checkout seguro, você adota práticas e recursos que protegem os dados sensíveis dos clientes, como informações de pagamento e dados pessoais. Isso inclui a utilização de criptografia SSL (Secure Socket Layer) para garantir que as informações sejam transmitidas de forma segura durante todo o processo de pagamento.

Também há recursos de autenticação em duas etapas, que adiciona uma camada extra de segurança, exigindo que os clientes forneçam informações adicionais para confirmar sua identidade.

4. Informe o Valor do Frete com Transparência

Leve em conta os critérios utilizados para calcular o frete, como peso, dimensões do pacote, distância e modalidade de entrega. Essas informações devem ser claramente apresentadas ao cliente, permitindo que ele entenda como o valor foi determinado.

Ofereça opções de frete com diferentes prazos de entrega e preços variados. Assim, o cliente tem a liberdade de escolher a alternativa que melhor se adequa às suas necessidades, levando em consideração o valor a ser pago e o tempo de espera.

Deixe o valor do frete sempre visível ao longo de todo o processo de navegação pelo site, desde a página do produto até o carrinho de compras. Dessa forma, o cliente terá total clareza sobre o custo adicional e poderá avaliar o valor total da sua compra de maneira adequada. 

5. Divulgue o Frete Grátis para Todo Mundo

Uma das vantagens de divulgar o frete grátis para todo mundo é que essa oferta atrai a atenção do público. Ao ver essa possibilidade, o consumidor fica mais propensos a explorar sua loja virtual e a considerar a compra de produtos que desejam.

Ao eliminar esse custo adicional, você reduz a fricção na jornada de compra e incentiva os clientes a finalizarem o processo. Isso resulta em um aumento nas vendas e no faturamento do seu negócio, sobretudo, melhorando a experiência de compra do seu cliente, tirando a preocupação de custos adicionais muito elevados.

Uma das formas de divulgação é destacar a informação em locais estratégicos do site, como banners na página inicial, pop-ups ou na página de detalhes do produto. Utilize mensagens persuasivas que enfatizem os benefícios desta oferta, como “Aproveite o frete grátis em todas as suas compras” ou “Economize com o frete grátis para todo o Brasil”. 

6. Priorize a Recuperação de Carrinhos Abandonados

 O carrinho abandonado pode ocorrer devido a problemas técnicos, preços altos, falta de informações ou um processo de checkout complicado. Ao identificar esses obstáculos, é possível implementar melhorias no site, tornando-o mais intuitivo, transparente e atraente para os consumidores. 

Outra estratégia eficiente é oferecer descontos exclusivos ou frete grátis – já mencionado acima – para incentivar os clientes a concluírem a compra. O uso de técnicas de remarketing, como anúncios personalizados exibidos em outros sites visitados pelo cliente, também pode ser uma maneira eficaz de lembrá-los dos itens deixados no carrinho.

Anúncios em plataformas de mídia social e na Rede de Display do Google para mostrar os produtos deixados no carrinho aos clientes que os visualizaram anteriormente, mantendo a marca em mente.

7. Disponibilize Cupons para Abandono de Carrinho

Oferecer cupons para clientes que abandonaram o carrinho de compras é uma estratégia eficaz para recuperar vendas perdidas e incentivar os usuários a concluírem suas compras. Aqui estão algumas ideias e exemplos de como um e-commerce pode implementar essa tática:

  • Cupom de Desconto por E-mail: Envie um e-mail automatizado para o cliente que abandonou o carrinho, oferecendo um cupom de desconto exclusivo. Por exemplo, “Volte agora e use o código ‘ABANDONO20’ para obter 20% de desconto em sua compra.”;
  • Notificação Push: Se o cliente tiver permitido notificações push, você pode enviar uma mensagem com um cupom diretamente para o navegador ou aplicativo do usuário, lembrando-o de que itens estão esperando por ele no carrinho;
  • Cupom de Recuperação no Próprio Site: Ao detectar um abandono de carrinho, exiba imediatamente um pop-up no site com um cupom de desconto. Por exemplo, “Parece que você esqueceu algo! Use o código ‘RETORNE10’ e ganhe 10% de desconto agora mesmo.”;
  • Cupom de Frete Grátis: Ofereça frete grátis como um incentivo adicional para clientes que abandonaram o carrinho. Por exemplo, “Complete sua compra agora e ganhe frete grátis usando o código ‘FRETEGRATIS’.”;
  • Cupom Personalizado: Use o nome do cliente no cupom para torná-lo mais pessoal e envolvente. Por exemplo, “Olá, [Nome]! Use o código ‘VOLTENOW’ para completar sua compra com 10% de desconto.”

8. Ofereça Vários Métodos de Pagamento

Ao disponibilizar uma variedade de opções de pagamento, os consumidores se sentem mais seguros e confiantes para finalizar suas compras. Aceitar cartões de crédito e débito de diversas bandeiras é um passo fundamental, pois são os métodos mais comuns e amplamente utilizados.

Além disso, integrar sistemas de pagamento online, como PayPal, Apple Pay e Google Pay, permite que clientes que preferem essas plataformas também possam concluir suas transações de forma rápida e fácil.

Não devemos ignorar métodos tradicionais, como transferência bancária ou boleto, pois ainda há demanda para esse tipo de pagamento. Além, é claro, do pix, que, em alguns casos, pode vir com algum tipo de desconto exclusivo.

9. Utilize Micro-conversões

Micro-conversões no e-commerce são ações menores realizadas pelos visitantes de um site, que indicam o engajamento e o progresso em direção a uma conversão principal, como uma compra. Essas micro-conversões podem ser fundamentais para melhorar o desempenho geral do e-commerce. Alguns exemplos:

  • Cadastro de e-mail: Quando um visitante inscreve-se para receber newsletters ou atualizações, demonstrando interesse contínuo na marca;
  • Adição ao carrinho: Quando um cliente coloca um item no carrinho de compras;
  • Lista de desejos: Quando o cliente adiciona produtos à lista de desejos, indicando a intenção de compra futura;
  • Clique em CTAs: Cliques em botões de chamada para ação (CTA), como “Saiba mais” ou “Veja agora”, mostram interesse em aprender mais sobre os produtos;
  • Visualização de páginas de produtos: Quando um visitante acessa páginas específicas de produtos, mostrando interesse em detalhes e características;
  • Avaliações e comentários: O usuário deixa alguma avaliação ou deixa comentários, contribuindo para a construção da confiança do consumidor.

10. Faça uma Abordagem Omnichannel

Essa abordagem reconhece a interconexão dos canais online e offline, permitindo que os clientes naveguem, comprem e interajam com a marca de forma fluida, independentemente do dispositivo ou local.

Há a sincronização dos canais, com troca de informações em tempo real, quando, por exemplo, o cliente pesquisa produtos no site, compra e retira na loja física. Separamos algumas dicas dentro desse processo: 

  • Acompanhamento pós-compra: Após a conclusão da compra, envie confirmações e atualizações de status por e-mail ou SMS. Além disso, considere oferecer suporte pós-venda e solicitar feedback para melhorar ainda mais a experiência do cliente;
  • Facilite a troca entre canais: Permita que os clientes alternem entre os canais sem dificuldades. Por exemplo, um cliente pode começar a compra no aplicativo móvel e finalizá-la no site sem perder o carrinho de compras;
  • Suporte ao cliente em tempo real: Ofereça canais de suporte ao cliente em tempo real, como chat ao vivo ou atendimento telefônico. Isso ajudará a solucionar dúvidas e problemas rapidamente, melhorando a confiança do cliente em sua empresa e, até mesmo, a vender;
  • Integre seus canais de comunicação: Garanta que os diferentes canais, como site, aplicativo móvel, redes sociais e loja física (se aplicável), estejam integrados. Isso permite que os clientes naveguem e comprem em qualquer plataforma de sua escolha, sem perder informações importantes ou histórico de compras.

11. Ofereça o Checkout Simplificado

Facilite o processo de finalização da compra, evitando burocracias e etapas desnecessárias. O checkout deve ser rápido, intuitivo e seguro, reduzindo as chances de abandono de carrinho. Confira as nossas dicas:

  • Reduza as Etapas do Checkout: Elimine etapas desnecessárias. Em vez de solicitar muitas informações de uma vez, peça apenas as informações essenciais, como endereço de entrega, opção de pagamento e informações de contato;
  • Permita Compra como Convidado: Ofereça a opção de checkout como convidado, para que os clientes não precisem criar uma conta. Isso acelera o processo para compradores que desejam uma experiência rápida;
  • Auto-Preenchimento de Campos: Use tecnologia de preenchimento automático para reduzir a necessidade de os clientes digitarem informações. Por exemplo, ao inserir o CEP, o sistema pode preencher automaticamente a cidade e o estado;
  • Exiba um Resumo do Pedido: Mostre um resumo claro do pedido, incluindo itens, quantidades, preços e informações de entrega e pagamento, para que os clientes possam revisar antes de finalizar a compra;
  • Opções de Pagamento Flexíveis: Ofereça várias opções de pagamento, incluindo cartões de crédito, PayPal, transferência bancária, entre outros, para acomodar as preferências dos clientes;
  • Mantenha a Segurança em Mente: Certifique-se de que seu processo de pagamento seja seguro e esteja em conformidade com as regulamentações de segurança de dados, como o PCI DSS. Isso é crucial para garantir a confiança dos clientes;
  • Teste e Otimização Contínuos: Realize testes de usabilidade para identificar quaisquer problemas ou pontos de atrito no processo de checkout. Use ferramentas de análise para rastrear o comportamento dos clientes e fazer melhorias com base em dados concretos;
  • Mobile Optimization: Certifique-se de que o checkout seja otimizado para dispositivos móveis, pois muitos clientes fazem compras em seus smartphones. Garanta que os campos sejam fáceis de preencher em telas menores.

12. Entenda a Importância da Primeira Compra

A primeira compra no e-commerce é um momento crucial tanto para o consumidor quanto para o próprio negócio online. Compreender sua importância é fundamental para o sucesso a longo prazo.

É nesse primeiro momento que o usuário tem a primeira experiência com a loja virtual. Nesse processo, ele avalia as oportunidades do e-commerce, a qualidade dos produtos, os preços, condições especiais, atendimento, etc. E uma experiência positiva incentiva a fidelidade do cliente, criando uma relação de confiança com a marca e estimulando compras futuras.

No e-commerce, a primeira venda abre portas para a construção de uma base sólida para os clientes. Ao proporcionar uma excelente experiência, a loja virtual tem maior probabilidade de receber avaliações positivas, comentários e recomendações, aumentando sua reputação e alcance no mercado.

Banner da plataforma Tess AI

13. Utilize Pop-ups de Saída

Os pop-ups são janelas que surgem no meio da sua tela, ou nos cantos, com algum tipo de comunicação. Pode ser oferecido algum um cupom de desconto para primeira compra, algum bônus, link com coleção especial de produtos (exemplo, em épocas sazonais de comércio, como Dia das Mães) etc.

Assim que o usuário movimentar o mouse em direção ao x para fechar a página, pop-up surge como forma de recuperar aquele usuário, mantendo-o na página por mais tempo, aumentando as chances de conversão e, como consequência, otimizando a taxa de conversão. Pode ser usada para carrinhos abandonados, captura de leads, lembretes, cupons etc.

14. Tenha uma Loja Virtual 100% Responsiva

É fundamental que o site seja responsivo, ou seja, se adapte a diferentes dispositivos, como smartphones e tablets. Isso garante uma experiência de usuário agradável e aumenta as chances de conversão. Veja nossas dicas!

  • Design Responsivo: Escolha ou desenvolva um tema ou template que seja responsivo por padrão. Isso garante que seu site se adapte automaticamente a diferentes tamanhos de tela;
  • Teste em Diversos Dispositivos: Teste seu site em uma variedade de dispositivos e navegadores para garantir que ele funcione corretamente em diferentes cenários;
  • Imagens Adaptativas: Implemente imagens adaptativas, que carregam diferentes versões das imagens com base no tamanho da tela do dispositivo. Isso ajuda a reduzir o tempo de carregamento em dispositivos móveis;
  • Fontes Escaláveis: Use unidades de medida relativas, como “em” ou “%”, para dimensionar fontes e elementos de forma proporcional ao tamanho da tela;
  • Menus Hamburguer: Utilize menus hamburguer (o icônico ícone de três linhas) em telas menores para economizar espaço e tornar a navegação mais conveniente em dispositivos móveis;
  • Botões e Elementos Interativos Adequados para Toque: Certifique-se de que botões e elementos interativos sejam grandes o suficiente e estejam espaçados adequadamente para toque em telas sensíveis ao toque;
  • SEO para Mobile: Certifique-se de que seu site seja otimizado para mecanismos de busca em dispositivos móveis, uma vez que o Google e outros motores de busca dão preferência a sites responsivos em seus resultados de pesquisa móvel.

15. Implemente uma Barra de Pesquisa Visível a Todos

Uma barra de pesquisa visível a todos é uma ferramenta essencial em qualquer e-commerce moderno. Essa funcionalidade permite que os visitantes do site encontrem rapidamente os produtos ou serviços que desejam, melhorando significativamente a experiência do usuário e aumentando as chances de conversão.

Além de inserir num local visível, garanta que ela permita pesquisas mais complexas, incluindo nome de produtos, sinônimos, digitação errada etc, quanto mais abrangente, melhor.

E, como já citamos a importância da responsividade, garanta que a barra de pesquisa adapte-se a dispositivos móveis.Uma boa forma de certificar que seu site está oferecendo todas essas coisas é simulando uma compra, como experiência de usuário.

16. Otimize o Tempo de Carregamento do seu Site

Como mencionamos nos erros comuns que prejudicam a taxa de conversão do e-commerce, o tempo de carregamento do seu site desempenha um papel crítico no sucesso do negócio. A otimização desse aspecto é fundamental para proporcionar uma experiência positiva aos visitantes e potenciais clientes. Aqui estão algumas dicas para otimizar o tempo de carregamento do seu site:

  • Escolha uma hospedagem confiável: Opte por um provedor de hospedagem de qualidade que ofereça bons recursos de servidor e uma infraestrutura sólida para garantir que seu site seja carregado rapidamente;
  • Imagens menores: Reduza o tamanho das imagens sem comprometer a qualidade. O uso de formatos adequados e ferramentas de compressão ajudará a reduzir o tempo de carregamento das páginas;
  • Cache: Implemente um sistema de cache eficiente para armazenar elementos estáticos do site no navegador do usuário. Dessa forma, as visitas subsequentes serão mais rápidas, pois os recursos não precisarão ser recarregados todas as vezes;
  • Monitore e otimize regularmente: Utilize ferramentas de monitoramento para analisar o desempenho do site e identificar gargalos. Faça ajustes periódicos para manter um carregamento rápido e eficiente;
  • Priorize as imagens: Carregue primeiro o conteúdo que é visível aos usuários e deixe os elementos menos relevantes para depois. Isso melhora a percepção de rapidez do site.

17. Utilize Prova Social com Avaliações de Clientes

Adicionar prova social com avaliações de clientes é uma estratégia eficaz para aumentar a confiança dos consumidores em sua loja virtual e influenciar decisões de compra.

Escolha uma plataforma confiável de avaliações de clientes que se integre facilmente ao seu site de e-commerce. Algumas opções populares incluem Trustpilot, Yotpo, Reevoo e Reviews.io.

Após a conclusão de uma compra, envie um e-mail automático solicitando que os clientes deixem uma avaliação sobre o produto ou a experiência de compra. Certifique-se de que a solicitação seja amigável e fácil de responder.

Torne o processo de avaliação simples e rápido. Fornecer um link direto para a página de avaliação e um formulário de avaliação fácil de preencher pode aumentar a participação dos clientes. E, ofereça incentivos opcionais, como descontos ou sorteios, para encorajar os clientes a deixarem avaliações. Lembre-se de que as avaliações devem ser genuínas e não manipuladas.

Conclusão

Lembre-se de que a otimização da taxa de conversão é um processo contínuo, não deixe de se atentar às tendências do mercado e às mudanças no comportamento do consumidor.

Ao implementar essas dicas e evitar os erros mencionados, você estará no caminho certo para aumentar a taxa de conversão do seu e-commerce e impulsionar o sucesso do seu negócio online. 

Esperamos ter te ajudado a encontrar bons insights para otimizar a sua taxa de conversão. O próximo passo é implementar uma boa gestão de estoque, para isso te convidamos a ler nosso artigo sobre Solução para E-commerce: Integração da Gestão de Estoque às Plataformas de Mídia Paga.

Curtiu este artigo?

0 / 5 Resultado 0 Votos 0

Your page rank:

Pareto

Author: Pareto - Conheça mais sobre o universo das IAs e do Marketing Digital. Acesse já o nosso acervo de conteúdos!