Skip to main content
Inteligência ArtificialNão categorizado

Saiba o Que É Internet das Coisas, Como Funciona e Exemplos

By outubro 5, 2023dezembro 15th, 2023No Comments
internet das coisas: imagem de um homem em pé mexendo na tela do aplicativo da sua casa inteligente

Você já parou para imaginar como seria a sua vida se seus objetos cotidianos pudessem falar, interagir e tornar sua rotina mais inteligente e conveniente? Parece coisa de filme de ficção científica, mas, acredite ou não, essa revolução já está acontecendo ao nosso redor.

Imagine sua geladeira sugerindo receitas com base nos alimentos que você tem, seu carro conectado identificando a rota mais eficiente para evitar o trânsito, ou até mesmo sua casa ajustando a temperatura ideal antes mesmo de você chegar.

Neste artigo, vamos mergulhar no fascinante mundo da Internet das Coisas, desvendando como essa tecnologia está transformando o nosso dia a dia de maneira surpreendente.

O Que É Internet das Coisas (IoT)?

A ideia de conectar objetos entre si e à internet existe desde 1991, quando a internet como a conhecemos hoje começou a se popularizar.

Um dos pioneiros nessa ideia foi Bill Joy, que pensou em como dispositivos poderiam se comunicar diretamente uns com os outros, algo que faz parte de um conceito maior chamado de “várias webs”.

Em 1999, um pesquisador do MIT chamado Kevin Ashton propôs o termo “Internet das Coisas”. Basicamente, isso significa que diversos tipos de objetos, desde eletrodomésticos até carros, podem se conectar à internet. 

Essa conexão permite que os objetos coletem informações e as enviem para serem armazenadas e processadas na nuvem. Hoje em dia, já é comum encontrar dispositivos IoT sendo usados tanto em situações cotidianas, quanto em ambientes profissionais.

Banner da plataforma Tess AI

Como Funciona a Internet das Coisas?

Veja a seguir uma explicação simplificada de como uma comunicação inteligente entre objetos físicos e a internet acontece.

  • Dispositivos IoT: a IoT começa com dispositivos físicos, que podem ser quase qualquer coisa, desde um termostato inteligente até um sensor de umidade em uma planta. Esses dispositivos são equipados com sensores, processadores e conectividade à internet.
  • Sensores e Coleta de Dados: os sensores nos dispositivos IoT coletam informações do ambiente ou de suas próprias operações. Por exemplo, um sensor de temperatura pode medir a temperatura ambiente e um sensor de movimento pode detectar movimentos.
  • Conexão à Internet: os dispositivos IoT usam diferentes formas de conectividade para se comunicarem com a internet. Isso pode incluir Wi-Fi, Bluetooth, redes celulares ou até mesmo tecnologias de baixo consumo de energia, como LoRaWAN.
  • Transferência de Dados: uma vez conectados à internet, os dispositivos IoT transferem os dados coletados para servidores na nuvem. Esses servidores armazenam e processam os dados recebidos.
  • Processamento e Análise: na nuvem, os dados são processados por algoritmos e sistemas de análise. Isso pode incluir a identificação de padrões, detecção de anomalias e tomada de decisões com base nos dados.
  • Tomada de Decisões e Ações: com base nas análises, a IoT pode acionar ações automatizadas. Por exemplo, um termostato inteligente pode ajustar a temperatura automaticamente para economizar energia quando detecta que não há ninguém em casa.
  • Interface de Usuário: os usuários podem acessar e controlar dispositivos IoT por meio de aplicativos em seus dispositivos móveis ou computadores. Isso permite que eles monitorem, controlem e interajam com seus dispositivos remotamente.
  • Segurança: a segurança é uma parte crítica da IoT, uma vez que os dispositivos estão conectados à internet. São implementadas medidas de segurança, como criptografia, autenticação e atualizações de firmware para proteger os dispositivos e os dados
  • Escalabilidade: a IoT é altamente escalável, o que significa que é possível adicionar mais dispositivos e expandir o sistema conforme necessário, tornando-o adequado para uma ampla gama de aplicações, desde automação residencial até monitoramento industrial.

8 Exemplos de Uso da Internet das Coisas

internet das coisas: imagem de um campo de agricultura e uma mão segurando um celular com um aplicativo de monitoramento na tela

Você deve estar se perguntando ou já se perguntou em algum momento quais exemplos práticos do seu dia a dia a internet das coisas estão presentes. Por isso, separamos alguns exemplos de diferentes segmentos para você. Veja abaixo!

1. Wearable

A Internet das Coisas (IoT) tem desempenhado um papel significativo na evolução dos dispositivos vestíveis (wearables), fornecendo funcionalidades e conectividade adicionais.

Os relógios inteligentes ou smartwatches são um exemplo popular de wearables com IoT. Eles podem se conectar a smartphones, receber notificações, rastrear atividades físicas, medir a frequência cardíaca e monitorar a qualidade do sono.

Outro exemplo são os monitores de glicose, medidores de pressão arterial e dispositivos de ECG (eletrocardiograma) que estão se tornando cada vez mais comuns como wearables. Eles permitem que pacientes e profissionais de saúde monitorem continuamente a saúde em tempo real.

2. Cidades Inteligentes

Sensores e informações da Internet das Coisas (IoT) desempenham um papel fundamental na avaliação da qualidade do ar, na gestão de consumo energético através da iluminação, na detecção de demandas de manutenção em infraestruturas cruciais, como vias públicas, pontes e tubulações.

Outro exemplo evidente disso inclui sensores de tráfego que acompanham o fluxo de automóveis e adaptam os semáforos para minimizar engarrafamentos.

3. Carro Conectado

Os carros conectados, equipados com tecnologias como câmeras inteligentes e sistemas de informação, estão mudando a forma como interagimos com nossos veículos e nossa vida cotidiana. Alguns dos benefícios são os seguintes pontos:

  • O monitoramento de frotas para economizar combustível e reduzir custos;
  • O acompanhamento em tempo real da condução de jovens motoristas pelos seus familiares;
  • Notificações automáticas para os contatos de emergência em casos de acidente;
  • Manutenção preditiva para evitar problemas mecânicos inesperados.

4. Agricultura

A Internet das Coisas está desempenhando um papel cada vez mais importante na agricultura, ajudando os agricultores a melhorar a eficiência, monitorar suas operações e tomar decisões mais informadas.

No monitoramento de condições climáticas, por exemplo, os sensores meteorológicos conectados à IoT coletam dados em tempo real sobre temperatura, umidade, velocidade do vento e precipitação. Isso ajuda os agricultores a ajustar o cronograma de irrigação, o plantio e a colheita com base nas condições climáticas locais.

Na agricultura de precisão, já existem tratores e equipamentos agrícolas equipados com sensores IoT e GPS que otimizam o plantio, a pulverização de pesticidas e a colheita, resultando no uso mais eficiente de recursos e aumento da produtividade.

5. Edifícios Inteligentes

Os edifícios inteligentes fazem uso de sensores e sistemas de automação para aumentar a eficiência energética, onde utilizam sensores de iluminação que ajustam automaticamente a intensidade com base na luz natural.

Além do mais, o conforto é um dos pontos a ser mencionado, pois a tecnologia é utilizada em edifícios comerciais para criar espaços mais otimizados e agradáveis para melhorar e aumentar a eficiência operacional dos colaboradores. 

6. Casa Inteligente

A Casa Inteligente é um dos campos mais populares da IoT. Ele utiliza dispositivos como smart TVs, termostatos e fechaduras inteligentes disponíveis para melhorar a eficiência e a segurança doméstica. 

Esses dispositivos mencionados e outros oferecem funcionalidades como monitoramento de eletricidade, controle de temperatura, gerenciamento de hortas e detecção de ameaças. Eles também possibilitam automações como desligar dispositivos não utilizados e localizar objetos perdidos.

7. Saúde

A tecnologia desempenha um papel fundamental na área da saúde, pois facilita a integração com os prontuários dos pacientes.

Isso significa que alterações no estado clínico, como variações na pressão sanguínea e na frequência cardíaca, sejam instantaneamente registradas, aprimorando significativamente o atendimento médico.

Além disso, dispositivos médicos conectados e sensores são utilizados para monitorar continuamente a saúde dos pacientes, enviando informações cruciais aos profissionais de saúde em tempo real.

8. Varejo e Comércio

Outro segmento que utiliza bastante dados IoT para melhorar as atividades diárias é o varejo e o comércio. A tecnologia fica direcionada para focar na experiência do cliente, gerenciar estoque e otimizar operações de varejo.

Um exemplo disso são as prateleiras inteligentes, elas monitoram o estoque e notificam os funcionários quando os produtos precisam ser repostos.

Quais São os Benefícios da IoT para os Negócios?

A Internet das Coisas (IoT) oferece uma série de benefícios significativos para os negócios, confira os principais deles!

  • Eficiência Operacional: a IoT permite o monitoramento em tempo real de ativos, processos e recursos. Isso resulta em uma melhor eficiência operacional, reduzindo custos de manutenção e aumentando a produtividade.
  • Tomada de Decisão Informada: os dados coletados pela IoT fornecem informações valiosas para tomada de decisões estratégicas. Isso permite que as empresas ajustem suas operações com base em informações concretas.
  • Melhoria da Qualidade do Produto: a capacidade de coletar dados em tempo real ajuda as empresas a identificar defeitos de produção e melhorar a qualidade dos produtos.
  • Experiência do Cliente Aprimorada: a IoT permite que as empresas personalizem produtos e serviços com base nas preferências e necessidades dos clientes. Isso leva a uma melhor experiência do cliente e fidelização.
  • Segurança Aprimorada: os sistemas de segurança IoT protegem ativos físicos e digitais, reduzindo o risco de invasões e ameaças cibernéticas.
  • Redução de Custos: a IoT pode ajudar a reduzir custos operacionais, economizando energia, otimizando a logística e melhorando a manutenção preventiva.
  • Novas Oportunidades de Receita: a coleta de dados IoT pode abrir portas para novos modelos de negócios e oportunidades de receita, como serviços baseados em assinatura e análise de dados.
  • Rastreamento de Ativos: empresas podem rastrear a localização e o desempenho de ativos em tempo real, o que é crucial em setores como logística e transporte.
  • Sustentabilidade: a IoT pode ajudar as empresas a reduzir seu impacto ambiental, monitorando e otimizando o uso de recursos naturais.
  • Competitividade: empresas que adotam a IoT podem ganhar uma vantagem competitiva ao oferecer produtos e serviços mais eficientes e inovadores.

Banner com a frase Multiplique sua Produtividade com I.A.

IoT e IA – Diferenças e Contribuições

Internet das Coisas e Inteligência Artificial são tecnologias distintas, mas frequentemente trabalham juntas para criar sistemas mais inteligentes e eficientes.  A relação entre as tecnologias é um casamento estratégico que está moldando o futuro da tecnologia.

IoT Fornece Dados para a IA

A IoT é responsável por coletar dados do mundo físico por meio de sensores e dispositivos conectados. Esses dados podem incluir informações sobre temperatura, umidade, localização, movimento, consumo de energia, tráfego, entre outros. Já a IA depende desses dados para aprender, analisar padrões e tomar decisões inteligentes.

A IA Processa e Interpreta os Dados da IoT

A Inteligência Artificial, e em particular o Aprendizado de Máquina (Machine Learning), é usada para analisar e interpretar os enormes volumes de dados coletados pela IoT. Ela pode identificar tendências, reconhecer padrões complexos e extrair informações valiosas a partir desses dados brutos.

Tomada de Decisão Autônoma

A IA pode tomar decisões com base nos dados da IoT. Por exemplo, em uma rede de sensores de trânsito em uma cidade inteligente, a IA pode analisar dados de tráfego em tempo real e ajustar automaticamente os semáforos para melhorar o fluxo de veículos. Isso permite uma resposta rápida a situações em constante mudança.

Automação Inteligente

A combinação da IoT e da IA permite a automação inteligente de processos. Por exemplo, na manufatura, sensores IoT podem coletar dados de sensores de máquinas, e a IA pode prever falhas e agendar a manutenção preventiva automaticamente.

Por exemplo, uma fábrica usa sensores IoT em máquinas de produção, enquanto a Inteligência Artificial analisa os dados desses sensores para prever falhas iminentes e agendar a manutenção antes que ocorram interrupções na produção.

Personalização de Serviços

A IA pode usar dados da IoT para personalizar serviços e experiências do usuário. Por exemplo, com base nos dados de consumo de energia de uma residência coletados por dispositivos IoT, a IA pode otimizar o uso de energia para reduzir custos e impacto ambiental.

Um serviço de streaming de música, por exemplo, usa a IA para analisar os dados de preferência musical coletados por dispositivos IoT, como alto-falantes inteligentes, para criar listas de reprodução personalizadas para os usuários.

Segurança e Análise de Anomalias

A IA pode analisar os dados da IoT em busca de anomalias e ameaças à segurança. Por exemplo, em sistemas de segurança de casa inteligente, a IA pode identificar atividades suspeitas com base em padrões de comportamento registrados pelos sensores.

Em uma rede de segurança doméstica inteligente, a inteligência artificial analisa os dados dos sensores de movimento e câmeras da IoT para detectar atividades suspeitas e alertar os proprietários ou as autoridades.

Economia de Energia e Recursos

A IA pode usar os dados da IoT para otimizar o consumo de recursos, como energia e água. Isso é especialmente importante em edifícios inteligentes e cidades inteligentes.

Em um edifício inteligente, a inteligência artificial usa dados da IoT de sensores de luz, temperatura e ocupação para ajustar automaticamente o sistema de iluminação e HVAC para economizar energia.

Melhoria da Experiência do Cliente

A IA pode usar dados da IoT para entender o comportamento dos clientes em lojas físicas e personalizar as ofertas com base em suas preferências.

Uma loja de varejo, por exemplo, usa sensores de localização IoT para rastrear o movimento dos clientes e a inteligência artificial usa esses dados para enviar ofertas personalizadas e cupons para os smartphones dos clientes enquanto eles estão na loja.

Manutenção Preditiva

A inteligência artificial pode prever falhas em equipamentos industriais com base nos dados da IoT, permitindo a manutenção antes que ocorram problemas significativos.

Um exemplo é o caso de uma companhia aérea que usa sensores IoT para monitorar a saúde dos motores de suas aeronaves, enquanto a IA analisa esses dados para prever quando a manutenção é necessária, evitando atrasos e cancelamentos de voos.

Conclusão

A IoT representa uma revolução tecnológica que está moldando nosso mundo de maneira extraordinária. Os benefícios da IoT são inegáveis, desde a melhoria da eficiência e conveniência em nossas vidas cotidianas até as aplicações inovadoras em diversas áreas. 

Além disso, a IA com a IoT está impulsionando a transformação digital em empresas e indústrias, abrindo novas oportunidades de negócios e melhorando a tomada de decisões.

Por isso, é importante que você esteja ciente dessas tecnologias e suas tendências no mercado. A IoT e a IA não são apenas parte do futuro, mas já estão moldando o presente.

_

Artigos relacionados:

🦾 Principais Tendências da Inteligência Artificial para 2023

💼 Principais Benefícios da Inteligência Artificial para Empresas

🚀 Tess AI: as Maiores IAs do Mundo em Um Só Lugar

 

Curtiu este artigo?

0 / 5 0 0

Your page rank:

Pareto

Author: Pareto - Conheça mais sobre o universo das IAs e do Marketing Digital. Acesse já o nosso acervo de conteúdos!