Skip to main content

Bandas de Bollinger e Mídia Paga

O conceito das Bandas de Bollinger vem do Mercado Financeiro, especialmente usado na análise e previsões de ativos, sendo um indicador de volatilidade. Mas já imaginou como seria fantástico aplicá-las para analisar o seu desempenho em Mídia Paga? Então, saiba tudo sobre seu funcionamento, como são calculadas, além de exemplos práticos neste artigo.

Quem trabalha com mídia sabe que o mercado varia bastante e essas oscilações podem impactar diretamente o desempenho da conta. Imagina que o seu cliente te pergunte por que o CPA caiu 10% sendo que nenhuma grande alteração foi feita na conta. Ou mesmo seu próprio e-commerce esteja apresentando essa queda.

Você olha toda a estrutura e nada aparenta estar/está diferente. Como explicar essa mudança?

Esse é o tipo de situação na qual as Bandas de Bollinger podem te ajudar de maneira simples e com uma base estatística bem sólida. 

O que são essas bandas?

Primeiramente, vamos esclarecer o que são essas “bandas” que possuem um nome um tanto difícil de se dizer. As Bandas de Bollinger são uma ferramenta bastante difundida no mercado financeiro em todo mundo. Elas ajudam investidores a analisar a volatilidade do mercado durante um determinado período.

Essas bandas consistem em um gráfico com três  linhas, uma superior, uma inferior, traçadas a partir de uma distância de uma média móvel, a terceira linha. Como mostra a imagem abaixo:

 

Como é feito o cálculo para encontrar essas bandas?

Chegou a hora de entender melhor como é feito o cálculo das Bandas de Bollinger. Elas são calculadas da seguinte forma:

  • A banda do meio corresponde a uma média móvel simples, baseada em um período de 20 dias.
    Como assim?  Uma média baseada em um período de 20 dias?
    Diferente do que aprendemos tradicionalmente na escola, no qual o resultado é apenas um número estático, por ser móvel, essa média está sempre em movimento, adicionando novos valores e eliminando dados antigos.
    Por exemplo: Na média móvel no dia 21 teremos a média dos dias 1 ao 20. Sempre que um novo dia é adicionado ao cálculo, o dia mais antigo é eliminado. Logo, no dia 22, teremos a média dos dias 2 a 21.
  • Já a banda superior pode ser definida como a soma da média móvel com 2 vezes o desvio padrão do ativo analisado.  O desvio padrão é uma medida que indica o quanto o conjunto de dados é uniforme. Quando o desvio é baixo quer dizer que os dados do conjunto estão mais próximos da média.
    Banda superior=(Média Móvel)+2*(Desvio Padrão do Ativo)
  • Por fim, a banda inferior é dada como a média móvel menos 2 vezes o desvio padrão do ativo analisado.
    Banda Inferior=(Média Móvel)-2*(Desvio Padrão do Ativo)

Existem diversas maneiras de se observar e interpretar as bandas. Aqui na Pareto as utilizamos com o intuito de analisar as variações de determinadas métricas relacionadas a mídia paga ao longo do tempo.

 

Que tal ver um exemplo?

No gráfico abaixo, fazemos uma análise da Receita de um e-commerce com o uso das Bandas de Bollinger. Trazemos dados de 6 meses, de Janeiro a Junho de 2021.

É possível verificar que no início de Abril de 2021, a receita começou a apresentar um pouco de volatilidade, o que podemos observar com o maior espaçamento das bandas. No entanto, com o passar do tempo podemos ver um estreitamento das bandas, que representa um período de menor volatilidade do ativo.

Vamos dar uma olhada nessa receita um pouco mais de perto?

Considerando como um período de alta volatilidade o de Março a Abril de 2021, podemos observar a seguinte informação no gráfico da Receita.

Nesse período de 2 meses a Receita variou, entre máximo e mínimo, cerca de 215%, passando de R$167k para, aproximadamente, R$53k. O que confirma o período de volatilidade apresentado no gráfico das bandas.

Nesse espaço de tempo, a receita chegou a ultrapassar as bandas em dois momentos visualizados no gráfico.

O primeiro ocorreu no dia 05/04, com a receita de R$167k, ultrapassando a banda superior e mostrando um momento de alta na receita.

Depois, no dia 23/04, vemos um ponto do gráfico onde a receita ultrapassa a banda inferior, chegando próximo dos R$87k. Sendo assim, vemos um período de real queda na receita, pois não se encontra dentro do intervalo previsto pelas bandas.

 

No entanto, quando olhamos o período de Maio a Junho, dado como de baixa volatilidade no gráfico de bandas, notamos algo bem interessante.

Nesse novo período de 2 meses a receita variou, entre máximo e mínimo, 154%. Cerca de 40%  menos que no período de alta volatilidade. A receita oscila entre R$130k e R$51k no intervalo analisado.

Dentro desses dois meses de menor volatilidade, vemos pontos de receita fora do intervalo de bandas, acima da banda superior. Mostrando dias positivos e representando crescimento para o e-commerce.

 

Adendo – Utilizações

Vale ressaltar que também utilizamos as Bandas de Bollinger quando queremos entender se determinada oscilação de uma variável está dentro do esperado ou se é necessário fazer uma investigação mais precisa na conta. 

Por exemplo, suponha que um cliente solicite uma explicação sobre uma queda do CPA em 10% em um curto espaço de tempo. Nesse caso, se a média móvel rompeu a banda inferior, significa que a queda é maior que uma oscilação natural do CPA, e deve ser estudada de maneira mais acurada. O mesmo vale se for uma alta da variável com a média móvel cruzando a banda superior. 

O recomendado para análises baseadas em um indicador como as Bandas de Bollinger este é o uso em conjunto com outros. Então, por exemplo, uma queda leve mas constante na Receita de um e-commerce, indica que algo não está bem. Mesmo que os valores não saiam das bandas.

Então, o objetivo delas é facilitar as análises, indicando mudanças bruscas que vão além da simples variação normal. Mas não deixe passar despercebidos os casos de alteração constante dentro das bandas, pois eles também mereçam atenção! Combine o uso das Bandas de Bollinger com outras análises aprofundadas.

Conclusão sobre as Bandas de Bollinger e Mídia Paga

Em síntese, quanto mais espaçadas as bandas estiverem da média móvel maior será a volatilidade do que estamos analisando. Ao passo que um estreitamento, mostra que tal métrica tem baixa volatilidade.

Portanto, fazer o acompanhamento deste gráfico periodicamente é de suma importância para não ser pego de surpresa por variações indesejadas ou momentos de grandes mudanças no mercado. Assim, esteja preparado para os próximos desafios e ações em seu negócio!

 

Agora, separamos alguns outros temas que podem te interessar:

Método de E-mail Marketing Vencedor

Pesquisa de Mercado: utilizando o Google Trends para prever demandas e tendências

Como Planejar um Teste AB

Bitnami