Skip to main content

Introdução

Você gostaria de saber quais são as buscas que os usuários pesquisam quando entram no seu site? Então, temos a solução para você!

Essa informação valiosa pode ser obtida através do Google Analytics, por meio de uma configuração direto na vista da propriedade.

Aqui neste artigo você vai aprender como fazer isso. Mas antes, vamos ver tudo que esse relatório pode nos apresentar. No próximos tópicos, trazemos um exemplo, explicamos como realizar a configuração e também explicamos em detalhes no vídeo a seguir.

Para que serve? 

Na imagem abaixo de um site VTEX, vemos que 9% de todas as visitas de usuários, precisaram utilizar o mecanismo de busca no último mês.

Com esse dado, você consegue entender se o seu menu está claro e simples de acessar, ou até mesmo se os produtos em destaque na sua Home estão bem posicionados.

Afinal, se o usuário entrar no site e encontrar logo o que precisa, ele não vai precisar pesquisar para isso. 

Ainda analisando o print, outro dado que podemos ver é se as pesquisas do seu site estão claras logo na primeira busca. Essa informação é trazida através da porcentagem de refinamentos de pesquisa. Nesse exemplo, 22,73% das buscas foram feitas mais de uma vez, ou seja, o usuário teve que buscar duas vezes ou mais para encontrar o produto. 

Além dessa visão geral, conseguimos ter a visão detalhada por termo de pesquisa, como mostrado na figura abaixo. Essa parte pode nos guiar sobre quais produtos estão sendo mais procurados e assim poderemos turbinar a home e as páginas internas.

Já na figura abaixo, no Relatório de Uso, conseguimos visualizar dois públicos: o primeiro que não precisou de pesquisa, e o segundo, que precisou utilizar o mecanismo de busca do site. Dentre os dois públicos, conseguimos saber diversas métricas, como receita gerada, taxa de rejeição, páginas por sessão, entre outras.

Ainda dentro desse mesmo relatório de uso, podemos utilizar uma dimensão secundária de “termo de pesquisa”, para quebrar as métricas da tabela acima por termo pesquisado. Isso nos possibilita entender quais termos realmente trouxeram receita para nosso e-commerce. Um insight valioso sobre nosso público!

Como implementar? 

Primeiro, acesse o Google Analytics, em seguida, clique na aba de administrador na lateral inferior esquerda:

Depois de abrir essa página, vamos lá na última coluna, na vista. Agora, clique na primeira opção: “Configurações da vista da propriedade”:

 

Chegamos na parte em que precisamos voltar no nosso site para encontrar o parâmetro de consulta. Mas onde podemos ver isso exatamente?

Vou mostrar um exemplo aqui do blog da Pareto:

Entrei no site e busquei por “Google Ads”, na barra de pesquisa. Repita este processo no seu site.

Depois que fizermos a pesquisa, na URL vai aparecer um parâmetro de consulta, que, neste exemplo, é exatamente as letras entre o “?” e o “=”. Este é o código que precisamos copiar e colar lá no Google Analytics.

Após copiar e colar o “s” parâmetros de consulta só clicar em salvar, e já está pronto! 

Vamos dar outro exemplos, só para ficar claro o conceito do parâmetro de consulta:

Nessa url, o parâmetro é o ft, então é só colocar ft no campo de parâmetro de consulta no Analytics e salvar. Assim, os dados começarão a ser computados a partir da data de configuração. 

Conclusão

Vimos como é fácil configurar o mecanismo de buscas no Google Analytics. Assim, sua empresa terá insights valiosos a respeito do comportamento dos usuários, além de encontrar temos relevantes para o site.

Se ainda não instalou, corre lá e faça agora mesmo!

 

Outros artigos que podem interessar:

Qual plataforma de E-commerce escolher?

A nova política do iOS 14 e anunciantes Web

Bitnami