Skip to main content
Inteligência ArtificialNão categorizado

Metaverso: O que é e como entrar?

By fevereiro 15, 2024No Comments
metaverso

Em 1982, o diretor Steven Lisberger lançava Tron. O longa aborda a jornada de um engenheiro de computação, Kevin Flynn, quando ele entra em um mundo existente dentro das máquinas. Aquele universo representava uma nova fronteira, entre o mundo real e o digital.

Recentemente, o termo “metaverso” tem ganhado destaque, tanto nas conversas sobre tecnologia quanto nas especulações sobre o futuro da interação humana. Seria ele essa fronteira que Tron, mais de 40 anos atrás, tentou imaginar? 

Neste artigo, vamos explorar o que é o metaverso, como ele funciona e qual é o seu potencial para transformar a maneira como vivemos. 

O que é um metaverso?

Um metaverso é uma fusão entre três dimensões digitais – realidade virtual, realidade aumentada e internet – criando um espaço tridimensional e imersivo. Estas dimensões são provenientes de outras tecnologias já existentes, mas vamos falar brevemente sobre cada uma delas abaixo.

Realidade virtual

Realidade virtual é uma tecnologia que cria ambientes digitais imersivos, simulando experiências sensoriais do mundo real. Por exemplo, os simuladores de montanha russa, em que você usa óculos VR para imergir naquela experiência.  

Realidade aumentada

Realidade aumentada é uma tecnologia que combina elementos virtuais com o ambiente físico, fazendo uma sobreposição. Você abre a câmera do celular e as informações digitais se mesclam em tempo real com a realidade, como no Pokémon Go, por exemplo. 

Internet

E a internet você conhece. A rede global de computadores interconectados permite a comunicação com pessoas de todo o mundo em qualquer hora ou lugar.

Juntas, estas três dimensões produzem um ambiente virtual acessível por meio de dispositivos digitais, como computadores ou celulares. Nele, as pessoas podem interagir entre si e com objetos digitais de maneira semelhante à realidade.

Como posso entrar em um metaverso? 

Cada metaverso é um espaço e possui uma forma de acesso, portanto é preciso saber em qual você quer entrar e interagir. Neste artigo vamos mencionar três que deram o que falar recentemente. 

Decentraland

O Decentraland é uma plataforma de código aberto que funciona através do blockchain Ethereum. Nela, os usuários podem criar seus avatares personalizados e andar por terrenos ou participar de eventos – arte, moda e música –  de marcas famosas. 

Hyperfy

Também é um metaverso que funciona através do blockchain Ethereum, mas a grande diferença é que no Hyperfy você pode construir uma experiência completa virtualmente. Além disso, é um metaverso que permite a comercialização de elementos digitais e produtos, como arte. 

The Sandbox

Neste metaverso, você pode criar experiências 3D. Ao entrar neste espaço, você pode comprar um terreno e começar a construir o que desejar. Um exemplo divertido é o terreno da Atari, onde os jogadores podem relembrar os clássicos do console de maneira imersiva. 

E para que usamos um metaverso? 

Por ser uma tecnologia ainda em desenvolvimento, podemos esperar mais aplicações para o metaverso. Entretanto, ele já é uma ferramenta usada por usuários para tarefas diárias. Vamos abordar quatro situações em que um metaverso se tornou um recurso tecnológico.

Entretenimento

Uma das aplicações mais evidentes do metaverso é como um espaço para socialização e entretenimento. Imagine: você pode se reunir com amigos em um ambiente virtual, sem sair de casa. Seja para participar de eventos ao vivo, ou assistir a filmes juntos em salas de cinema virtuais.

Educação 

O metaverso também tem o potencial de otimizar a forma como aprendemos. Instituições educacionais e empresas, por exemplo, criam ambientes virtuais imersivos para simulações práticas, aulas interativas e treinamentos. 

Para instituições com colaboradores dispersos, um em cada parte do mundo, o ambiente virtual é uma solução prática.  

Trabalho

Ainda falando de times descentralizados, com o aumento do trabalho remoto o metaverso pode se tornar uma plataforma fundamental para a colaboração entre equipes. 

Imagine participar de reuniões de trabalho em um escritório virtual, onde você pode interagir com colegas de maneira mais natural do que em uma videoconferência tradicional. Isso já é real.

Comércio 

O metaverso oferece oportunidades para o comércio e a economia virtual. Empresas podem criar lojas virtuais onde os consumidores podem explorar produtos em um ambiente tridimensional antes de fazer uma compra. 

Além disso, o metaverso pode facilitar transações comerciais entre pessoas de todo o mundo, criando novas oportunidades de negócios.

Mas existem riscos em usar o metaverso? 

Discussões éticas sobre o uso do metaverso ganharam força recentemente. Questões relacionadas à privacidade dos usuários e segurança de dados, como a existência de espaços para crimes cibernéticos são alguns dos pontos mais relevantes. 

Para te deixar por dentro dos assuntos, vamos resumir os pontos mais importantes. 

Segurança dos usuários e seus dados

O Meta – detentor do Facebook, Instagram e WhatsApp – propôs uma ideia de metaverso que coleta e guarda dados dos usuários como forma de tornar a experiência mais personalizada. 

Porém, o Meta é uma empresa que passou por escândalos de vazamento de dados. Como assegurar que os dados do metaverso estão seguros? Esta é uma questão que preocupa especialistas de segurança digital em todo o mundo.

Crimes cibernéticos

O metaverso também abre espaço para o assédio sexual. Em jogos online, por exemplo, existem relatos de crianças, adolescentes e adultos que foram vítimas de comportamentos agressivos e assédio sexual. O suposto anonimato e o distanciamento que a tecnologia cria entre agressor e vítima, encorajam esta violência online. 

Sendo assim, como prevenir e punir crimes cibernéticos sexuais? Esta ainda é uma discussão que está em andamento e o metaverso se tornou um tópico que merece atenção especial. 

Conclusão

Como você leu neste artigo, o metaverso tem aplicações que vão desde o entretenimento até a educação e o trabalho remoto. 

Estes espaços virtuais prometem transformar a maneira como vivemos, trabalhamos e nos conectamos uns com os outros. No entanto, é crucial pensar no desenvolvimento do metaverso, garantindo que ele seja um espaço seguro e ético para todos os usuários.

Quer continuar aprendendo sobre as novas tecnologias e como elas vão mudar o nosso futuro? Acompanhe as publicações semanais no blog da Pareto!

Curtiu este artigo?

0 / 5 0 0

Your page rank:

Pareto

Author: Pareto - Conheça mais sobre o universo das IAs e do Marketing Digital. Acesse já o nosso acervo de conteúdos!